Editorial

Uma melhor cidade na melhor idade

Marechal Cândido Rondon completa neste sábado (25) 60 anos de emancipação político-administrativa. A sexagenária chega à melhor idade com vigor, robustez, diversidade e cheia de oportunidades para dar. Economia pujante, agropecuária exemplo para o mundo, comércio e serviços geradores de oportunidades, trabalho e renda, indústria de ponta, educação ímpar e segurança digna de aplausos. São características de um município construído ao longo de seis décadas (um pouco mais que isso, é verdade), desde os colonizadores que desbravaram as matas até os mais recentes chegados de outros rincões, acolhidos por um povo trabalhador e leal, que gosta de uma boa festa e boa comida.

A cidade conhecida por ter sido iniciada por colonizadores descendentes de alemães hoje abriga dezenas de etnias. As culturas aos poucos se unem e se somam, mas as características da colonização ainda são muito presentes, como na língua alemã falada e cultivada pelos mais velhos, nas festas e na gastronomia. Uma cidade de origem singular, hoje plural.

[ Publicidade ]
Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

Se a cidade fosse uma pessoa, Marechal Cândido Rondon estaria entrando para o que chamam de melhor idade. E faz isso sendo cada vez mais uma melhor cidade. É fato que o município está melhor hoje do que ontem. É fato que ele estará melhor amanhã do que hoje.

[ Publicidade ]
Nied maio 2022 w

E o que falar desse jeitão de interior? Conversa no portão, chimarrão e pipoca em frente de casa, cinco minutos para chegar em qualquer lugar, churrasco com os amigos (agora é bom evitar), crianças nos parques, sem muitas sirenes, aviões e outras coisas barulhentas, um céu azul que parece pintura e um pôr do sol de tirar o fôlego. Matas, rios e cachoeiras, um belo balneário no quintal e muita natureza. Ah, Marechal Cândido Rondon, sua linda.

E esse jeitão de modernidade? Indústrias inovadoras, mídia atuante, comércio cada vez mais inovador, startups de tecnologia, universidades gabaritadas, gente nova e gente mais experiente produzindo mais e melhor, com responsabilidade e sustentabilidade social, econômica e ambiental. Novos conceitos e modelos de negócios, adaptações ao digital, tudo feito pelas pessoas. Afinal, são as pessoas que criam a cidade onde vivem. São elas as responsáveis por limpar o quintal, pagar as contas e fazer o município prosperar.

Quanta coisa aconteceu ao longo dos últimos 60 anos. Consegue imaginar? Milhares de homens e mulheres ajudaram a formar essa melhor cidade na melhor idade. Cada um, com sua contribuição, fez algo que transformou o município no que hoje ele é. Fraterno, próspero, amável.

Este ano não vai ter festa. A pandemia veio justo nessa hora tão simbólica para atrapalhar os planos. Mas isso também vai ficar para a história. Não há festa, mas há muito o que se comemorar. Mesmo que em casa, celebre essa data tão importante. É um bom momento para reconhecer as pessoas que no passado fizeram e no presente fazem de Marechal Cândido Rondon uma sessentona de respeito. Parabéns a todos que são parte dessa linda história.

TOPO