Editorial

Uma verdade

Os números de casos de Covid-19 estão aumentando vertiginosamente em todo o mundo. A variante Ômicron tem se alastrado por todos os países de maneira avassaladora. O fim das imposições de distanciamento social, a flexibilização das restrições, as festas e viagens de fim de ano e outra série de acontecimentos ajudaram a doença se espalhar de uma maneira como nunca havia acontecido na pandemia. No mundo, os números de casos diários estão batendo consecutivos recordes.

Seguindo essa mesma curva de tendência, em Marechal Cândido Rondon os casos de pessoas infectadas têm aumentado expressivamente. Passam de mil o número de monitorados. Em 24 horas, mais de uma centena de casos confirmados. Aliás, ontem (20) o número de casos ativos e de pessoas em monitoramento no município bateu recorde, sendo o maior desde o início da pandemia, em março de 2020, há quase dois anos.

[ Publicidade ]
Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

Apesar dessa onda de infecções, do número de casos aumentar rapidamente, as internações e mortes causadas pela doença não aumentaram na mesma ordem. Assim como no restante do país, casos mais graves estão sendo registrados em pessoas que, por limitação de capacidade intelectual ou qualquer outra razão, não foram vacinadas.

[ Publicidade ]
Nied maio 2022 X

Fica muito claro que as vacinas estão fazendo o que se propuseram a fazer, que é evitar casos graves, internações e mortes. Por esse motivo é que, mesmo com tanta gente ficando doente ao mesmo tempo, o cenário é muito melhor que há um ano, quando praticamente ninguém havia sido vacinado no país. Há um ano, as notícias eram de falta de oxigênio, falta de vagas em hospitais e pessoas morrendo sem receber o atendimento necessário. Hoje as notícias se concentram mesmo é no número de casos.

Ainda para o bem de todos, estudos realizados por pesquisadores em todo o planeta indicam que a variante Ômicron é menos agressiva, apesar de, como a sociedade está vendo, ser altamente contagiosa. Ou seja, causa menos danos à saúde do hospedeiro.

O desespero ficou lá atrás, mas isso não quer dizer que não é preciso se preocupar. O vírus continua ceifando vidas em todo o mundo. É preciso ter um monitoramento refinado sobre o coronavírus neste momento. Por enquanto, com a graça de Deus e a ajuda das vacinas, em Marechal Cândido Rondon e região as coisas seguem normalmente. E que continue assim.

No entanto, não custa nada cuidar mais um pouquinho da sua saúde, da saúde de quem você ama ou mesmo cuidar da saúde de quem você nem conhece. O primeiro passo para fazer isso é se vacinar. Se você ainda não procurou a imunização, faça o quanto antes. Usar máscara em ambientes com mais pessoas, lavar as mãos seguidamente, usar álcool gel e evitar grandes aglomerações também são ferramentas que funcionam no combate à disseminação do vírus.

Agora, crianças a partir de cinco anos de idade também começaram a ser vacinadas. É mais uma aposta para frear a Covid-19. Em Marechal Cândido Rondon, muitos pais estão na dúvida sobre a vacinação dos pequenos. É tanta fake news que é natural dar um nó na cabeça. Mas basta olhar para o cenário que enfrentamos para ter certeza de uma verdade: vacinas funcionam.

 

TOPO