Silvana Nardello Nasihgil

Vidas perfeitas não existem

E lá vamos nós invejando os perfeitos das redes sociais. O que precisamos, de verdade, é deixar de acreditar que vidas perfeitas existem, porque elas não existem! Somos seres imperfeitos buscando a perfeição, mas, com certeza, ela não está nos outros. Podemos encontrá-la somente dentro de nós.

Somos seres humanos cheios de dificuldades, buscando vencê-las dia após dia.

Casa do Eletricista VERÃO 2022

Importa sermos pessoas autênticas, primeiramente que escolham não mentir para si, não se enganar e nem tentar enganar os outros, vivendo cada dia como se fosse único, colocando neles mais leveza e desejo de acertar.

Nied 2022 B

Ninguém disse que precisamos ser perfeitos, muito menos que precisamos impressionar os outros. Então, acreditar em tudo o que vemos e ouvimos, desejar o que nunca teremos e imaginar que a vida dos outros poderia ser a nossa é um exercício desgastante e totalmente irreal e desnecessário. Esse desejar a vida dos outros serve para acumular inveja, trazer angústia e muitos sentimentos negativos.

CombateMax – Normal

Não existe uma receita para a felicidade. Existe rico pobre de espírito, existe pobre alegre e feliz, gordo que curte o seu corpo, magro que faz de tudo para engordar… e assim caminha a humanidade. Por isso usar o “perfeito” dos outros como modelo para a nossa felicidade é desejar uma fantasia. No fundo a gente só sabe da gente.

Se quisermos sermos felizes, precisamos saber de nós, ir em busca dos nossos sonhos, olhar para as coisas boas das nossas vidas, procurarmos soluções para as coisas que não desejamos viver, ressignificarmos o que não nos deixa confortáveis e potencializarmos o que temos de positivo e que, muitas vezes, deixamos embaçar, não enxergando as bençãos que todos os dias nos são apresentadas.

Quando olhamos para si, descobrimos o que precisa ser mudado e o que está perfeito e sequer enxergamos. Quando olhamos para si, é fácil descobrir que a vida está passando e que a gente está deixando coisas incríveis passarem sem nos darmos conta, pois estamos muito ocupados desejando o “perfeito” do outro que talvez esteja desejando estar no nosso lugar.

Cada um de nós é único e únicos são nossos sentimentos e desejos. Nesse processo do viver, precisamos só de uma coisa: olhar para nós e buscar por aquilo que desejamos viver, tomando atitudes que nos favoreçam, saindo da zona de conforto e encarando de frente a realidade, sem esquecer que só nós podemos transformá-la.

A grama do vizinho sempre parece mais verdinha e normalmente não concorremos com a hipótese dela ser linda e ter gosto amargo.

Só para repensarmos a vida!

 

Silvana Nardello Nasihgil é psicóloga clínica com formação em terapia de casal e familiar (CRP – 08/21393)

silnn.adv@gmail.com

Grupo Costa Oeste 2021

 

TOPO