Fale com a gente

Esportes 2 a 1

AACC faz jogo duro, mas sofre virada em sua estreia na Série Ouro

Publicado

em

Erica (6) anotou o primeiro gol da AACC na Série Ouro (Foto: Gustavo da Cunha)

O resultado não foi o esperado, mas a atuação diante do Londrina, time que disputa a Liga Nacional de Futsal Feminino, certamente irá aumentar a confiança da AACC Copagril/Prefeitura de Marechal Rondon nas próximas rodadas da Série Ouro do Campeonato Paranaense, que teve início no último sábado (16), no Ginásio Ney Braga.
Mesmo contando com boas atuações das estreantes Xuxa, Estefany e especialmente da goleira Gabi, a equipe comandada pelo técnico Jean Model, que ainda busca jogadoras para fechar o plantel para a disputa do estadual, acabou superada por 2 a 1 pelas londrinenses.

Apesar das novidades, foram duas velhas conhecidas da torcida rondonense que protagonizaram o primeiro gol da AACC na história da Série Ouro. Logo aos 5’, Erica roubou a bola na defesa, tabelou com Ana Kelly e apareceu livre na área para mandar para o gol 1 a 0. Aos poucos as visitantes começaram a se impor, mas paravam na excelente atuação de Gabi. Aos 17’, porém, ela nada pôde fazer quando Bruna apareceu dentro da área e tocou cruzado para deixar tudo igual.

Aos 4’ da etapa final, Londrina chegou à virada com Fernandinha, que bateu rasteiro e contou com leve desvio em Ana Kelly e passou por baixo do pé de Xuxa, atrapalhando Gabi na tentativa de fazer a defesa. Atrás do placar, a AACC voltou a se encontrar na partida e criou boas chances para empatar, mas pecou nas finalizações. Na melhor delas, aos 14’, em cobrança de falta na entrada da área, Nina mandou por cima. No fim, Jean Model lançou Pitchula como goleiro-linha, mas, apesar da luta, a AACC não conseguiu evitar a derrota.

“Acredito que fizemos uma boa partida, por ser uma estreia de Paranaense, primeira vez disputando a Série Ouro e contra uma equipe muito forte e tradicional do cenário estadual e nacional. Iniciamos o jogo muito bem, nosso primeiro quarteto conseguiu colocar intensidade e uma marcação alta que a gente vinha trabalhando. Abrimos o placar e tivemos chance de ampliar, mas a partir do momento que começamos a cansar tivemos que descer nossa linha e sofremos pressão da equipe de Londrina. Se conseguíssemos ter mantido nossa intensidade alta de marcação acredito que teríamos saído com resultado positivo. É uma derrota dura, porque fizemos um uma boa partida e criamos chances suficientes para pelo menos conseguir um ponto”, lamentou Jean Model.

Com duas semanas de preparação para o segundo compromisso na Série Ouro, no próximo dia 30, contra o Maringá, novamente em casa, o treinador espera deixar todo o elenco nas melhores condições físicas para conseguir manter a intensidade em alta durante toda a partida. “Agora é trabalhar bastante para tentar colocar essas demais atletas no mesmo nível, para que possamos manter uma intensidade legal e a equipe não caia quando fizer as trocas. Continuamos buscando pelo menos duas peças para integrar o elenco, porque já fizemos essa análise que precisamos de mais atletas. É continuar trabalhando e no próximo dia 30 buscar a vitória. Não podemos deixar escapar mais pontos dentro da nossa casa”, finaliza.

 

O Presente
Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Facebook