Copagril
Esportes Tragédia no CT

Alojamento do Flamengo não tem licença e estava descrito como estacionamento

Foto: Reprodução/TV Globo

 

A Prefeitura do Rio de Janeiro emitiu um comunicado na tarde de sexta-feira (08) para esclarecer algumas dúvidas em relação ao alojamento do Flamengo que pegou fogo na madrugada do mesmo dia.

Segundo a nota, o local não tem licença municipal para funcionar e estava descrito como um estacionamento.

A nota foi emitida no site da Prefeitura e ainda indicou que a atual licença do Ninho do Urubu é válida até 08 de março deste ano, ou seja, expira daqui a exatamente um mês. No entanto, a área afetada pelo grave incêndio não consta no protocolo.

Mais cedo, o o comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro e Secretário de Defesa Civil, Roberto Robadey havia declarado que que o alojamento onde as vítimas dormiam não tinha laudo vigente e que contava com um “puxadinho” sem documentação.

 

NOTA NA ÍNTEGRA

Confira a seguir a nota de esclarecimento da Prefeitura em relação o licenciamento do Ninho do Urubu. Sobre o processo de licenciamento do Centro de Treinamento Presidente George Helal, conhecido como Ninho do Urubu, a Prefeitura vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:

1) A atual licença do CT tem validade até 08/03/2019;
2) A área de alojamento atingida pelo incêndio não consta no último projeto aprovado pela área de licenciamento, em 05/04/18, como edificada.
3) No projeto protocolado, a área está descrita como estacionamento;
4) Não há registros de novo pedido de licenciamento da área para uso como dormitórios;
5) Por determinação da legislação em vigor, a coordenação de licenciamento informa que só há inspeção neste tipo de edificação em casos de denúncia;
6) A Prefeitura vai determinar a abertura de um processo de investigação para apurar as responsabilidades.

 

Com Gazeta Esportiva

TOPO