Uningá Vestibular 2020
Esportes Futebol

Brasil e México disputam a final da Copa do Mundo Sub-17

(Foto: Alexandre Loureiro/CBF)

É final de Copa do Mundo e tem Seleção Brasileira em campo. Neste domingo (17), Brasil e México disputam o título do Mundial Sub-17. A bola rola às 19 horas no Bezerrão, no Distrito Federal, e o jogo promete muitas emoções para o torcedor brasileiro. A partida terá transmissão ao vivo da Globo, da Band e do Sportv.

Para esta partida, o técnico Guilherme Dalla Déa conta com todos os 20 jogadores que estão com a delegação da Seleção Brasileira. Apenas o atacante Talles Magno, que deixou o grupo com uma lesão na coxa direita, não estará à disposição do treinador.

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

Para o técnico, será fundamental demonstrar muito equilíbrio emocional neste jogo. E o Brasil tem se provado nesse aspecto. Não foi à toa que a Seleção virou o placar em dois dos três duelos de mata-mata disputados até aqui: as duas vitórias por 3 a 2 sobre Chile e França.

“Dentro da Copa, tivemos muitas adversidades. E a equipe mostrou equilíbrio emocional. Sinto todos eles muito preparados para esse momento. Vamos fazer uma grande final. O México é uma equipe muito tradicional nessa categoria”, declarou.

Com a vitória sobre a França, o Brasil se tornou o único time com 100% de aproveitamento nesta Copa do Mundo. São 17 gols marcados em seis jogos, uma média de quase três tentos por partida. Em toda a competição, o Brasil se destacou pelo jogo ofensivo, como é da cultura do futebol brasileiro.

Na final, Dalla Déa não quer que a Seleção mude sua característica. Com muito respeito ao time do México, a ideia é repetir as atuações da campanha, com muita intensidade, precisão e poderio ofensivo.

“A gente chega muito forte, com 100% de aproveitamento, é nesse momento que temos que fazer a diferença. O que passou, passou. Respeitamos. Temos que deixar a nossa história dentro da Seleção Brasileira. A história sempre tem o vencedor e é disso que vamos em busca, de fazer um grande jogo e conquistar esse título”, disse.

O confronto reúne duas das três maiores campeãs da história da competição. O Brasil tem três títulos da Copa do Mundo Sub-17, enquanto o México é bicampeão do torneio. As duas equipes tentam se aproximar da Nigéria, que tem cinco conquistas.

Para o meia Daniel Cabral, no entanto, tudo isso fica para trás quando se entra em campo. Nessa hora, leva o time que conseguir dar aquele algo a mais.

“Acho que uma partida de final vence o time que der aquele algo a mais. O México é um time talentoso, assim como a gente, se conseguimos nos impor, tenho certeza que sairemos muito felizes”, concluiu.

 

Com CBF

TOPO