Copagril
Esportes Vôlei

Brasil estreia hoje diante da República Dominicana no Mundial Sub-20

Foto: Caio Florentino/CBV

 

A temporada 2019 para as seleções de base é de Mundiais, e o primeiro no calendário vale pelo sub-20 feminino que chega à 20ª edição, e começa nesta sexta-feira (12). O México recebe a competição pela segunda vez consecutiva, desta vez nas cidades de León e Aguascalientes, onde o Brasil jogará na primeira fase pelo grupo D. O primeiro desafio das brasileiras na busca do sétimo título será a República Dominicana, às 19h30 (de Brasília).

O duelo entre a equipe verde e amarela e as dominicanas é a reedição da final do Mundial de 2015, em Porto Rico, quando as caribenhas ficaram com o título. Para o primeiro jogo da fase classificatória o técnico do Brasil, Hairton Cabral, prega total foco das meninas, já que o confronto já tem caráter decisivo para a classificação para a próxima fase do campeonato.

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

“Sabemos que na primeira fase são três jogos, e apenas os dois melhores de cada grupo se classificam para seguir adiante na competição. Ruanda é uma equipe que vem de uma escola ainda em desenvolvimento, então é um duelo que todas as equipes vão pontuar. Então serão duas vagas para três equipes. Acho fundamental o primeiro jogo contra as dominicanas. É uma equipe com estilo caribenho, muito forte na entrada de rede, treinamos muito este tipo de jogada. Já o Japão, nesta categoria, tem uma frieza, que erra muito pouco, precisamos ter paciência, e sabemos que as meninas desta idade têm muita ansiedade, então é um fator que precisamos controlar. Então acho que a classificação será definida logo no primeiro jogo, e este é o nosso primeiro objetivo”, disse Hairton.

Antes de embarcar para o México, a seleção sub-20 feminina participou de um quadrangular amistoso com a Turquia, a China e a Argentina em Santa Rita do Sapucaí (MG). As adversárias neste evento apresentaram características similares aos concorrentes do Grupo D: República Dominicana, Japão e Ruanda. A central Laura Kudiess confirmou a importância dos amistosos e do estudo prévio feito ao longo dos treinamentos no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ).

“A gente já vem se preparando para enfrentar os adversários da primeira fase do mundial há um bom tempo. Espero que a gente dê o nosso melhor no Mundial. Estamos nos preparando há uns três meses. Vamos evoluir a cada jogo. A sequência de amistosos que fizemos colocou nosso time em uma realidade parecida com o que encontraremos lá, serviram como lição para evoluirmos em quadra”, comentou Laura.

O Mundial sub-20 feminino reúne 16 equipes divididas em quatro grupos com quatro seleções em cada, que jogam entre si na primeira fase. Os dois melhores de cada grupo se classificam para a etapa seguinte onde mais dois grupos de quatro participantes serão formados. Depois de novos confrontos dentro de cada grupo, os dois melhores em cada um avançam para as semifinais. A grande decisão será no dia 21 de julho. Na primeira fase, no grupo D, o Brasil enfrenta a República Dominicana, o Japão e Ruanda.

O Brasil vai ao Mundial com as levantadoras Rose Evaristo e Kenya Malachias; as opostas Jheovana e Kisy Cesário; as centrais Laura Kudiess, Júlia Kudiess e Daniela Seibt; as ponteiras Julia Bergmann, Mayara Barcelos, Ana Cristina e Tainara; e a líbero Letícia Moura. A estreia será nesta sexta-feira (12.07), contra a República Dominicana, às 19h30 (horário de Brasília)

A seleção feminina Sub-20 do Brasil tem um bom retrospecto em campeonatos mundiais nesta categoria. As brasileiras acumulam 13 medalhas ao longo da história da competição (seis ouros, cinco pratas e dois bronzes). Na edição passada, em 2017, as brasileiras ficaram com a quinta posição. A última vez que as meninas do Brasil subiram ao lugar mais alto do pódio foi na Tailândia em 2007.

 

MUNDIAL SUB-20 FEMININO

Grupo A: México, Cuba, Itália e Estados Unidos

Grupo B: Egito, Peru, China e Polônia

Grupo C: Argentina, Sérvia, Rússia e Turquia

Grupo D: Brasil, República Dominicana, Japão e Ruanda

 

TABELA GRUPO D

Sexta-feira (12) Brasil x República Dominicana – às 19h30 (de Brasília)

Sábado (13) Brasil x Japão – às 19h30 (de Brasília)

Domingo (14) Brasil x Ruanda – às 17 horas (de Brasília)

 

SELEÇÃO FEMININA

1 – Rose Evaristo – levantadora – 1,75m – 18 anos

3 – Laura Kudiess – central – 1,88m – 18 anos

4 – Júlia Kudiess – central – 1,89m – 16 anos

6 – Julia Bergmann – ponteira – 1,96m – 18 anos

7 – Daniela Seibt – central – 1,90m – 19 anos

8 – Jheovana Sebastião – oposta – 1,94m – 18 anos

9 – Kisy Nascimento – oposta – 1,90m – 19 anos

10 – Tainara Santos – ponteira – 1,90m – 19 anos

11 – Mayara Barcelos – ponteira – 1,82m – 18 anos

13 – Kenya Malachias – levantadora – 1,85m – 18 anos

18 – Ana Cristina Menezes – ponteira – 1,92m – 15 anos

20 – Letícia Moura – líbero – 1,59m – 16 anos

 

Com CBV

TOPO