Esportes Intercâmbio

GR de Toledo recebe atletas do Chile para treinamentos

Fotos: Eliane Torres

 

Duas ginastas do Chile iniciaram, na quinta-feira (07), na cidade de Toledo, um treinamento que deve se estender por um mês e meio e deverá envolver mais cinco atletas que fazem parte do conjunto da equipe de Ginástica Rítmica do Clube Fenix, de Santiago, no Chile. Trinidad Castro, 17 anos, e Sara Urzua, também 17 anos, treinam a séries individuais nesta primeira semana e depois se somam a outras cinco atletas, que fazem parte do conjunto, e mais três do individual, que também virão para Toledo para um período de treinamentos.

O clube chileno quer representar o país no Campeonato Sul-Americano de Ginástica Rítmica e escolheu Toledo para a preparação final, visando a seletiva para a competição, tanto no individual como no conjunto. Ao todo serão dez ginastas chilenas, que permanecerão em Toledo participando de treinamentos por 45 dias.

A coordenadora técnica, Anita Klemann, que já mantém um intercâmbio com o Chile, esteve ministrando oficinas naquele país recentemente. Agora, as ginastas daquele país estão vindo a Toledo para continuar os treinamentos, integrando-se também com a equipe de rendimento de Ginástica Rítmica de Toledo.

A troca de experiências entre os dois países, comenta o gestor do projeto, Franz Menegazzo, é muito importante e contribuiu para o crescimento da ginástica rítmica nas Américas. Além disso, reconhece o potencial de Toledo na modalidade, com um dos clubes de referência na ginástica rítmica, que revelou e continua mostrando grandes talentos, inclusive com atletas na seleção brasileira nos últimos anos e participações em duas Olimpíadas, a maior competição esportiva do mundo, com atletas integrando a seleção brasileira de conjunto.

As duas primeiras ginastas do Chile que chegaram a Toledo ficaram impressionadas com a estrutura que Toledo dispõe para treinamentos e acreditam que somada a capacidade técnica das professoras tem muito a aprender. “É uma estrutura maior e muito melhor que a nossa, no Chile”, observaram elas. No Chile, as duas atletas treinam três horas e meia por dia, durante a semana, e oito horas no sábado, em um ginásio de uma escola. Sara, que treina desde os  quatro anos de idade, já participou de outros intercâmbios. Ela participou de treinamentos na Espanha e está no Brasil pela segunda vez. A primeira foi em Vitória, no Espírito Santo.

Trindad, que participa de um intercâmbio internacional pela primeira vez, começou a treinar aos oito anos de idade e todo o dia percorre 70 quilômetros de estrada, cerca de uma hora e meia de ônibus, até chegar a cidade em que treina e estuda. Para as duas, no entanto, o sonho é comum. Elas não se imaginam fora da ginástica rítmica e querem melhorar os treinamentos para ajudar a sua equipe a conquistar a vaga para representar o país em competições internacionais. A meta agora é o Sul-Americano.

 

Com assessoria

TOPO