Copagril
Esportes Solidariedade

Grêmio contata torcedora hostilizada com filho e estuda ação com jogadores

Torcedores do Inter tomam camisa do Grêmio de criança na arquibancada (Foto: Reprodução)

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, entrou em contato neste domingo (21) com a mulher que foi hostilizada e agredida na presença do filho no Beira-Rio, após o empate em 1 a 1, no clássico Gre-Nal 421, realizado ontem (20). O dirigente mostrou solidariedade com a família e quer dar todo o suporte necessário.
A ideia da direção é a de realizar alguma ação com a mãe e o filho no clube. No caso, promover um encontro deles com os jogadores gremistas.
A família assistiu ao Gre-Nal na torcida do Inter por não ter conseguido ingressos para o setor de torcida mista. Gremistas, mãe e o garoto se separaram do pai colorado e foram para a área localizada abaixo da torcida visitante, na arquibancada inferior.
Ao final da partida, essa torcedora retirou uma camisa do Grêmio e comemorou em setor destinado à torcida do Inter. Alguns colorados tentaram arrancar a camisa de suas mãos – ela foi hostilizada e chegou a ser empurrada por uma mulher.
Funcionários do Inter chegaram e escoltaram a mulher e a criança. O garoto, aos prantos, tentava reaver a camisa, que foi recolhida por um funcionário do clube e devolvida após o jogo. Como a criança recebeu de volta a vestimenta, a mãe optou por não registrar Boletim de Ocorrência.
Por meio de nota nas redes sociais, o presidente do Inter, Marcelo Medeiros, disse que o clube vai analisar as imagens do incidente e tomar as “medidas cabíveis” contra torcedores e funcionários, se necessário.

(Globoesporte.com)

Casa do Eletricista PISCINAS
TOPO