Fale com a gente

Esportes Joga nos EUA

Kamilla Cardoso é campeã e MVP da disputada liga NCAA

Publicado

em

(Foto: Divulgação)

Informe publicitário

Surge mais uma estrela brasileira no basquete, jogando nos Estados Unidos a um bom tempo, Kamilla Cardoso foi destaque na NCAA sendo decisiva na vitória que levou o time South Carolina Gamecocks a ser campeão da competição. E ela não era só mais uma jogadora em quadra, Kamilla teve uma performance memorável marcando um duplo-duplo e ainda recebeu a premiação de “Most Outstanding Player” dado a melhor jogadora da final.

Pivô brasileira faz duplo-duplo e conquista o Bi-campeonato com o South Carolina

Kamilla Cardoso pode parecer um nome novo no Brasil, mas nos Estados Unidos ela já é bem conhecida pela sua trajetória na liga de basquete universitária feminina nos Estados Unidos, onde ela já joga a 4 temporadas. Ela coroou o final de sua passagem pela liga americana vencendo o torneio de maneira invicta, sendo que este é o 2º título que ela consegue nesta liga. 

A final que marcou sua despedida foi uma partida que não destoa do resultado que a equipe vinha fazendo em sua temporada, eles venceram o Iowa Hawkeyes por 87 a 75 e Kamilla foi imprescindível para esta soma. A brasileira marcou 15 pontos e ainda 17 rebotes, fazendo o que é chamado de “duplo-duplo” no basquete, que é quando o jogador consegue 2 grandes marcas em uma partida. 

Vale lembrar que ela ainda construiu o resultado até a final passando pelo NC State na semifinal sendo a cestinha da partida, com 22 pontos. Seus números na liga fizeram ela faturar o campeonato da NCAA (Liga Nacional Americana de Basquete Universitário) e também se tornou o MVP da final. Entretanto este foi seu último jogo na liga universitária já que agora, formada, ela participa do Draft da WNBA, Associação Nacional de Basquetebol Feminino, principal liga dos Estados Unidos.

Brasileira é um dos nomes de maior destaque para o Draft da WNBA 2024

O Draft é um momento importante onde as jogadoras amadoras são selecionadas para fazer parte da liga profissional de basquete nos Estados Unidos e Kamilla despontou entre os TOP 5, sendo escolha dos melhores times da liga. A brasileira poderá integrar grandes times de basquete da WNBA, como o Chicago Sky, Dallas Wings, Washington Mystics e o grande Los Angeles Sparks. Ela segue embalada para ingressar no profissional e até Magic Johnson, falou sobre a performance da pivô brasileira: 

“Kamilla Cardoso dominou todo o torneio e esta foi sua melhor sequência terminando com 15 pontos, 17 rebotes e 3 bloqueios na vitória de hoje. A caloura mostrou muita compostura e também teve grande impacto no jogo!”- afirmou a lenda do basquete sobre a performance dela no jogo. 

Kamilla Cardoso vive está em busca de seu sonho desde os 15 anos

Para buscar o “sonho americano” de jogar em uma das ligas mais importantes do mundo, Kamilla Cardoso se preparou desde cedo, a mineira de Montes Claros, que possui apenas 22 anos e 2,01 metros de altura, está desde os 15 anos nos Estados Unidos passando por diversos times. Ela começou sua carreira no ensino médio americano jogando pelo Hamilton Heights Christian Academy já se destacou sendo uma das 5 melhores em 2020. 

Ali o talento dela já começou a ser notado e quando foi para a universidade ela já entrou em um bom time, o Syracuse Orange e ali ela repetiu seu sucesso, mantendo médias de 13,6 pontos, 8 rebotes e 2,7 tocos. O resultado a levou a ganhar o prêmio de Caloura do ano da ACC. Apesar da excelente performance sendo destaque no time, ela preferiu trocar de equipe a partir da temporada de 2021/2022 para o South Carolina, onde realmente brilhou. 

Brasileira saiu de reserva destaque a peça-chave do elenco de Dawn Staley

Mesmo com boas estatísticas, Kamilla entrou no time da técnica Dawn Stanley como reserva e com o tempo foi ganhando seu espaço. Em seu primeiro ano foi campeã junto ao South Carolina como reserva e passou também a temporada seguinte na posição. Inclusive na temporada de 2022/2023 ela foi a melhor reserva da competição. 

Seu destaque como reserva a tornou titular em 2023/2024 e não desapontou, sendo peça chave do elenco campeão invicto, com boas médias em quadra e até entrando em briga por suas colegas de time da Carolina do Sul, agora, a brasileira ruma para a maior liga dos Estados Unidos. Por último vale lembrar que além da carreira jovem e vitoriosa nos Estados Unidos, ela também já defendeu o Brasil, sendo campeã da Copa América de basquete, competição onde ela também foi referência ganhando o MVP.

Continue Lendo

Copyright © 2017 O Presente