Fale com a gente

Esportes Fora de casa

Marechal Futsal encara o São José neste domingo pela Liga Nacional

Publicado

em

Marechal tenta reiniciar nova série positiva no domingo (08) diante do São José, pela Liga Nacional de Futsal (Foto: Gustavo da Cunha)

Em seu sexto compromisso na fase de classificação da Liga Nacional, o Marechal Futsal encara o São José no Ginásio Tênis Clube, em São José dos Campos (SP), neste domingo (08), às 11 horas.

Na 6ª colocação com dez pontos, o time rondonense, que tem 100% de aproveitamento como mandante, busca vencer pela primeira vez fora de casa e se manter no grupo de cima na classificação da Liga.

Para o duelo contra os paulistas, que ocupam a 12ª colocação com sete pontos, o técnico Roberto Nunes terá os desfalques de Índio, Gui Falcão e Dhjeslei, machucados.

 

Sequência invicta interrompida

A partida diante do São José servirá como um recomeço para o Marechal, que viu a série invicta de seis partidas interrompida com a derrota para o CAD/Guarapuava por 3 a 1, na quarta-feira (04), no Ginásio Ney Braga, pela Série Ouro do Campeonato Paranaense.

Na primeira etapa, aos 7’, Negueba passou por Caique na esquerda e mesmo sofrendo falta de Biro conseguiu dar a assistência para Kris Maranhão tocar na saída de Obina e abrir o placar. Após o intervalo, também aos 7’, foi a vez do próprio Negueba descer sozinho no contra-ataque e tocar por baixo de Obina para ampliar. Com Alisson Feroz na função de goleiro-linha, aos 17’ Biro recebeu no meio, tirou da marcação e chutou forte de média distância no canto esquerdo de Maionese para descontar. O empate parecia próximo, mas faltando 1’50’’, Maionese fez a reposição buscando Mello dentro da área, e Alisson, que não conseguiu fazer a troca com Obina, na tentativa de afastar desviou com a mão contra a própria meta, definindo o placar.

Autor do gol rondonense no revés para o CAD, o capitão Biro reconhece que a equipe não conseguiu apresentar o mesmo futsal das partidas anteriores. “A gente vinha bem em casa, onde só tínhamos perdido na estreia. Mas temos que trabalhar, não adianta ficar lamentando. É claro que esses pontos vão fazer falta. Jogamos abaixo do que apresentamos sábado (30), foi nítido, mas isso faz parte. Vamos oscilar na competição, o importante é não ficar do meio pra baixo na tabela. O Paranaense é muito difícil, não é desculpa, mas o time deles estava descansado. Parabéns para eles, o Baiano é um ótimo treinador e faz um grande trabalho. Domingo temos uma outra batalha lá em São Paulo e não podemos abaixar a cabeça, precisamos de constância. Perder faz parte do processo. Entendo que, às vezes, a torcida só quer vitórias, mas dessa vez infelizmente não deu”, comentou.

Na mesma linha do seu capitão, o treinador Roberto Nunes pediu “cabeça erguida” para visitar o São José e elogiou a postura da equipe diante do Guarapuava, apesar do resultado negativo. “Apesar da derrota a equipe está de parabéns, pois demonstrou muita vontade, determinação e lutou até o final. Ficamos tristes pelos pontos perdidos em casa, mas derrotas fazem parte do trabalho e temos que saber conviver com isso. Acho que estamos no caminho certo. Precisamos levantar a cabeça e já estamos pensando no São José. Temos que olhar para frente, porque estamos confiantes na equipe neste ano. Tenho que parabenizar os torcedores que estão vindo, nos incentivando e vendo que a equipe está buscando os resultados”, destacou.

 

6ª rodada

Além de São José e Marechal, a 6ª rodada da Liga Nacional terá mais oito jogos até terça-feira (10), com destaque para o líder Joinville, que visita o Atlântico, em Erechim (RS), neste sábado, às 20 horas, e o clássico paranaense entre Pato e Cascavel, no domingo, às 11 horas.

 

O Presente
Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Facebook