Ecoville – Maior rede de limpeza
Esportes Revoltado

Messi diz que Copa América está armada para o Brasil: “Não temos de ser parte dessa corrupção”

Foto: Reprodução/TV Argentina

Messi, revoltado, disparou após sua expulsão na vitória da Argentina por 2 a 1 sobre o Chile, na disputa pelo terceiro lugar da Copa América.

O craque recebeu cartão vermelho aos 37 minutos do primeiro tempo, após desentendimento com o chileno Gary Medel. Como forma de protesto, Messi sequer voltou a campo depois da partida para receber a medalha de bronze da Copa América – o zagueiro Otamendi também não foi.

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

– Não fui à premiação porque nós não temos de ser parte desta corrupção. Nos faltaram com respeito durante toda a Copa. Não nos deixaram chegar à final – reclamou Messi.

Depois das frases que falou diante da eliminação contra o Brasil, quando criticou duramente o uso do VAR e fez ataques à Conmebol, Messi foi mais incisivo desta vez: afirmou que a Copa América está desenhada para a seleção brasileira vencer.

– Brasil campeão? Creio que não haja dúvida. Lamentavelmente creio que está armada para o Brasil. Tomara que os árbitros e o VAR não interfiram e que o Peru possa competir, porque tem time pra isso. Mas vai ser difícil.

– A verdade tem que ser dita, eu vou tranquilo, com a cabeça em pé e orgulhoso desse grupo em crescimento. Quero que respeitem esse grupo, ele tem muito o que dar – completou Messi.

Messi deixa a Copa América com apenas um gol marcado, de pênalti, no empate em 1 a 1 com o Paraguai, na segunda rodada. O camisa 10 terá de cumprir suspensão na estreia das próximas Eliminatórias para a Copa do Mundo, que começam em março do ano que vem.

Esta foi a segunda expulsão de Messi na carreira. O jogador, que nunca levou um cartão vermelho pelo Barcelona, havia sido expulso apenas uma vez pela seleção argentina, justamente em sua estreia, em 2005, num jogo contra a Hungria.

 

Veja mais respostas de Messi na entrevista coletiva:
Confusão com Medel

– Ele é um jogador que vai sempre assim, vai ao limite, tem muitas dessas brigas durante a partida. Não era lance para vermelho para nenhum dos dois. Foi um lance de jogo que termina ali, amarelo para cada um e pronto. Antes de começar o juiz me disse: “Sou um árbitro que não gosta de falar muito, espero que nos demos bem e levemos o jogo bem”. E na primeira ele me tira? Me tira o cartão vermelho.

Desempenho na Copa América

– Estamos contentes, mesmo não tendo vencido a Copa. Mas, como terminamos, com grandes jogos, contra seleções de bom nível, competitivas… Este é o caminho, creio que encontramos a ideia. Agora é fortalecer e seguir em crescimento.

Do que mais gostou?

– Creio que há muita personalidade no grupo, não é fácil começar a Copa América como foi, perdendo e depois empatando com o Paraguai, não encontrando a dinâmica de jogo, e em nenhum momento se viu reflexo no grupo, na cabeça de cada um, pelo contrário, o elenco se fez mais forte do que nunca e terminou como foi.

Atuação contra o Chile

– Muito parelho, hoje encontramos o gol e isso fez com que a equipe jogasse de outra maneira, tivemos mais liberdade. Reduzimos um pouco mais, o Chile tinha mais a bola, usava linha de 3 e os laterais tinham a bola. É difícil para nós pressioná-los todo o tempo, mas os dois jogos foram bons.

Expulsão sem VAR

– Não sei, também estava o VAR, outra vez não se usou, poderia ser revisada a expulsão. Vou tranquilo apesar da bronca de não poder terminar esse jogo, estávamos bem, mas já passou.

Desabafo nas redes sociais
No Instagram, Messi postou, quase uma hora depois da polêmica entrevista coletiva em Itaquera, uma foto do grupo reunido em treino no Pacaembu, na sexta-feira. Ele disse que sai de “cabeça erguida”.

Com Globoesporte.com
TOPO