Geral Aventura

1º Cicloturismo Rota da Fé acontece no dia 14 com trajeto em três municípios

Foto: Divulgação

A Adetur Cataratas e Caminhos em parceria com os municípios de Santa Helena, Missal e Itaipulândia estão promovendo o 1º Cicloturismo Rota da Fé. O roteiro, que tem início no monumento do Cristo Esplendor em Santa Helena, passa pelo monumento de São Pedro, em Missal, e finaliza no monumento de Nossa Senhora Aparecida, em Itaipulândia. O evento será realizado no sábado (14). As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site www.adeturcataratasecaminhos.org.br

Os participantes interessados em optar pelo pagamento no boleto bancário têm prazo até a terça-feira (10) de dezembro e o custo é de R$ 65. Interessados em realizar o pagamento no cartão de crédito têm prazo até o dia 12, podendo ser parcelado em até duas vezes. Está incluso no valor da inscrição café da manhã, distribuição de água e frutas antes e durante o percurso, carro de apoio, seguro de acidentes pessoais e almoço no dia do evento. Não haverá a opção de inscrição no dia do evento.

Casa do Eletricista – Clorador Agosto

A Rota da Fé conta com um percurso de aproximadamente 60 quilômetros. O trajeto será percorrido em estradas de chão, pedra irregular e asfalto. O grau de dificuldade do percurso é considerado moderado.

A largada ocorrerá no Monumento Cristo Esplendor, localizado em Santa Helena, às 06 horas da manhã. A partir das 05 horas os participantes devem começar a chegar no local para confirmar a inscrição e tomar café da manhã. O almoço será servido no Pesque Pague Welter, em Missal. O encerramento será no Monumento Nossa Senhora Aparecida, em Itaipulândia e contará com uma bênção e sorteio de brindes.

De acordo com a assessora técnica da Adetur, Sara Fernanda Moraes, a Rota da Fé contempla capelas e os principais monumentos religiosos existentes nos municípios de Santa Helena, Missal e Itaipulândia. “Foi elaborada toda uma programação especial para esse evento em conjunto com os três municípios. A rota turística valoriza as propriedades e atrativos turísticos do meio rural. Tendo em vista a distância da Rota da Fé, por ser um percurso mais longo, recomendamos que esse trajeto seja realizado por participantes que já possuem uma certa experiência com o cicloturismo, que pedalam trajetos maiores que temos nas etapas do Circuito Regional de Cicloturismo, sendo indicado para pessoas com um bom preparo físico”, destaca.

Segundo Sara Fernanda Moraes, o principal objetivo é que a Rota da Fé se torne um destino turístico. “A Rota da Fé é direcionada para os adeptos do ciclismo, cavalgada, para quem gosta de fazer peregrinações, além de outras atividades que podem ser exploradas futuramente, eventos esportivos, é algo que vamos fomentar e já estamos articulando para que a rota seja explorada turisticamente, desenvolvida, atraindo pessoas para nossa região”, finaliza.

 

Com assessoria

TOPO