Copagril
Geral

Aneel autoriza reajuste em tarifas de energia da Copel

A Ag ecirc;ncia Nacional de Energia El eacute;trica (Aneel) aprovou ontem (22) um reajuste m eacute;dio de 2,46% na tarifa da Companhia Paranaense de Energia (Copel). Para as resid ecirc;ncias, o reajuste ser aacute; de 3,65%. O percentual ser aacute; negativo para unidades atendidas pela Tarifa Social (consumo de at eacute; 80 quilowatts-hora por m ecirc;s): -4,25%. J aacute; o iacute;ndice m eacute;dio definido para as ind uacute;strias foi de 1,61%.
Os novos valores entrar atilde;o em vigor na quinta-feira (24), ap oacute;s serem publicadas no Di aacute;rio Oficial da Uni atilde;o, e ser atilde;o v aacute;lidos pelos pr oacute;ximos 12 meses.
O iacute;ndice definido pela Aneel, no entanto, ser aacute; aplicado sobre a ldquo;tarifa cheia rdquo;, ou seja, sobre o valor sem desconto, atualmente cobrado apenas dos consumidores que pagam suas contas de luz com atraso.
H aacute; um ano, a empresa teve direito a um aumento m eacute;dio de 13%. Por ordem do ent atilde;o governador Roberto Requi atilde;o, a Copel passou a dar desconto aos consumidores com contas em dia, anulando o efeito do reajuste. Com o objetivo de fazer frente aos efeitos da crise internacional, a medida agradou aos consumidores, mas, por limitar lucros e dividendos da companhia, incomodou acionistas minorit aacute;rios.
A dire ccedil; atilde;o da Copel informou que a defini ccedil; atilde;o sobre o quanto realmente ser aacute; repassado ou n atilde;o aos consumidores vai partir do governo estadual, comandado por Orlando Pessuti.

TOPO