Geral

Beto Richa visita municípios da região Oeste amanhã

?Um programa de governo só se mantém de pé se for 100% legitimado pela vontade popular?, afirma Beto Richa, que desde abril visitou 80 municípios e participou de encontros com mais de 15 mil pessoas (Foto: Arquivo/OP)

O pr eacute;-candidato do PSDB ao Governo do Paran aacute;, Beto Richa, estar aacute; em Toledo e outros oito munic iacute;pios do Oeste do Estado amanh atilde; (02) para discutir seu Plano de Governo. Lideran ccedil;as da regi atilde;o entregar atilde;o a Richa um documento com 18 propostas para o desenvolvimento social e econ ocirc;mico da regi atilde;o.
Richa participar aacute; de encontros suprapartid aacute;rios tamb eacute;m em Ouro Verde do Oeste, S atilde;o Pedro do Igua ccedil;u, Vera Cruz do Oeste, Ramil acirc;ndia, Itaipul acirc;ndia, Diamante do Oeste, S atilde;o Jos eacute; das Palmeiras e Santa Helena. ldquo;Um programa de governo s oacute; se mant eacute;m de p eacute; se for 100% legitimado pela vontade popular rdquo;, afirma Richa. Desde abril, ele visitou 80 munic iacute;pios e participou de encontros com mais de 15 mil pessoas.
Entre as propostas do documento a ser entregue a Richa est atilde;o: estudos de pr eacute;-viabilidade para conex atilde;o ferrovi aacute;ria Cascavel-Ciudad del Este-Maria Auxiliadora, o desenvolvimento das hidrovias Paraguai/Paran aacute; e Tiet ecirc;/Paran aacute;, implanta ccedil; atilde;o de portos intermodais em Foz nos rios Igua ccedil;u e Paran aacute;, amplia ccedil; atilde;o e revitaliza ccedil; atilde;o do aeroporto de Foz, duplica ccedil; atilde;o da rodovia das cataratas (BR 469) e duplica ccedil; atilde;o da BR-277 no trecho entre Medianeira e Cascavel .
ldquo;Cabe ao Governo do Estado unir suas lideran ccedil;as pol iacute;ticas e empresariais e atuar como interlocutor junto agrave; Uni atilde;o, a fim de que o Paran aacute; seja contemplado com as obras e com os recursos que, h aacute; muitos anos, t ecirc;m sido subtra iacute;dos do Estado na hora de fazer a divis atilde;o do bolo federativo rdquo;, diz Richa. ldquo;Passou a hora de o Estado se levantar contra essa discrimina ccedil; atilde;o rdquo;.
Para Richa, o Governo do Estado tamb eacute;m precisa fortalecer as a ccedil; otilde;es de seguran ccedil;a na fronteira, o que inclui n atilde;o apenas Foz do Igua ccedil;u, mas toda a regi atilde;o. ldquo;Isso deve ser feito com a amplia ccedil; atilde;o dos efetivos da Pol iacute;cia Militar e com uma parceria eficaz com a Pol iacute;cia Federal, seja em a ccedil; otilde;es de intelig ecirc;ncia ou em opera ccedil; otilde;es conjuntas na fronteira rdquo;.

TOPO