Copagril – Sou agro com orgulho
Geral Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

Conheça dez termos capacitistas e alternativas para tirá-los do vocabulário

Foto: Freepik

Nesta sexta-feira (3), comemora-se o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência. A data levanta questões sobre a evolução da acessibilidade e inclusão na sociedade.

Com o intuito de tornar a educação cada vez mais inclusiva e livre de preconceitos, a plataforma educacional Nova Escola repensou frases usadas no dia a dia que se referem de forma discriminatória à pessoas com deficiência.

Casa do Eletricista VERÃO 2022

“O glossário de termos capacitistas foi um dos primeiros resultados do grupo de trabalho de Acessibilidade e Inclusão da Nova Escola. Nós acreditamos que um dos primeiros passos para tornar um ambiente mais inclusivo é pelo vocabulário”, contou Gabriel Faria, designer de UX e membro do GT de acessibilidade e inclusão da Nova Escola.

Nied 2022 – Padrão

Confira termos capacitistas, significados e alternativas:

CombateMax – Normal

“Não ter braço para fazer isso”

O termo significa que não há recursos ou pessoas suficientes para realizar determinada tarefa.

Alternativa: “Não temos pessoas, não temos recursos, não temos tempo ou condições”.

“Dar uma de João sem braço”

Significa que a pessoa está se fazendo de desentendida, está com preguiça ou má vontade.

Alternativa: “Se fazer de desentendido, fazer as coisas com má vontade”.

“Que mancada”

Transmite que alguém não cumpriu o esperado ou combinado.

Alternativa: “Que vacilo, que deslize”.

“Você está cego?”

Demonstra que a pessoa não está vendo ou não percebeu determinada coisa ou situação.

Alternativa: “Não está vendo? Não está percebendo?”

“Cego de raiva”

Significa que a pessoa está repleta de ira, consumida pelo sentimento de raiva.

Alternativa: “Estou com muita raiva, repleto de raiva”.

“Estar como cego em tiroteio”

Transmite que a pessoa está perdida ou em situação de risco.

Alternativa: “Estou perdido, sem saber o que fazer, sob alta pressão”.

“Você está surdo?”

Aponta que a pessoa não ouviu ou não se atentou ao que está sendo falado.

Alternativa: “Não ouviu? Não me entendeu?”.

“Retardado, demente, lesado”

Demonstra que a pessoa está lenta, confusa, esquecida, sendo contraditória ou controversa.

Alternativa: “Lento, confuso, esquecido”.

“Fingir demência”

Representa que a pessoa entendeu algo, mas finge que não.

Alternativa: “Se fazer de desentendido”.

“Virou um hospício”

Significa que alguma situação ou lugar virou uma bagunça.

Alternativa: “Está uma bagunça, um caos”.

 

Com Tv Cultura

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Grupo Costa Oeste 2021
TOPO