Geral Patagônia

Depois de calor intenso, forte massa de ar frio avança pela Argentina com neve

(Foto: Reprodução/Twitter)

Uma forte massa de ar frio avança pela Argentina com temperatura baixa e neve em pontos de maior altitude. O ar frio trouxe mais um amanhecer de temperatura baixa hoje em cidades da Patagônia que na semana passada experimentaram intenso calor a ponto de alguns locais da região patagônica terem registrado máximas tão altas quanto 44ºC, caso de San Antonio Oeste.

De acordo com o Serviço Meteorologico Nacional (SMN), da Argentina, as mínimas hoje foram de -0,6ºC em Paso de Indios, 0,3ºC em Esquel, 2,0ºC em Calafate, 2,1ºC em Bariloche, 3,9ºC em Maquinchao, 5,0ºC em Ushuaia e 5,6ºC em Perito Moreno.

[ Publicidade ]
Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

San Antonio Oeste, província de Rio Negro, que hoje anotou mínima de 8,2ºC, teve máxima de 44,0ºC no dia 12. Benito Juarez, no Centro-Sul da província de Buenos Aires, onde a mínima nesta terça foi de 8,7ºC, bateu em 41,7ºC na sexta-feira. E Mar del Plata, principal balneário argentino na costa da província de Buenos Aires, desceu hoje a 13,6ºC após ter alcançado 42,4ºC na última sexta-feira, recorde absoluto de máxima da estação.

[ Publicidade ]
Nied maio 2022 w

A neve caiu ontem no Cerro Chapelco e na Ruta de los Siete Lagos. No Norte de Neuquén também houve registro de queda de neve. Em Caviahue, Copahue, Villa Pehuenia, Moquehue e alguns setores altos da cordilheira de Neuquén, houve igualmente precipitação invernal.

A massa de ar frio que traz a baixa temperatura do Centro-Sul da província de Buenos Aires não vai conseguir progredir para o Norte e o ar frio em parte deve escoar para o Atlântico e em parte dar lugar de novo a ar mais quente. Por estar entre o ar mais quente ao Norte e ar mais frio ao Sul áreas do Uruguai e da província de Buenos Aires ficam com tempo instável e risco de episódios de chuva volumosa.

A bolha de ar quente que cobre o Rio Grande do Sul, além do Norte e o Nordeste da Argentina, não vai sucumbir e o ar quente deve até se intensificar no estado gaúcho nesta segunda metade da semana. Observe na sequência de mapas com a anomalia de temperatura em 850 hPa (referente a 1.500 metros de altitude) como o ar frio não conseguirá progredir e o ar quente ganhará força sobre o Rio Grande do Sul.

Assim, a segunda metade da semana promete muito calor para os gaúchos. Cidades do Sul, do Leste, do Oeste e do Centro do Estado que tiveram um alívio do calor voltarão a sofrer com a alta temperatura e que atingirá valores extremos no final da semana e no próximo fim de semana. Será o caso de Porto Alegre e região metropolitana.

Nada muda também no Norte e no Nordeste da Argentina que persistirá com os dias tórridos. Ontem, as máximas atingiram 45,0ºC em Rivadavia, 43,7ºC em Resistencia, 43,5ºC em Las Lomitas, 42,3ºC em Corriente, 42,1ºC em Formosa, e 42,0ºC em Oran. Formosa há três dias não sabe o que é temperatura abaixo de 30ºC. Os termômetros indicaram 30,5ºC a 42,2ºC no domingo, 31,2ºC a 42,1ºC ontem e hoje a mínima foi de 31,7ºC.

 

Com Metsul

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO