Copagril
Geral Levantamento

Foz do Iguaçu é a terceira cidades que mais recebe eventos internacionais no Brasil

No levantamento da ICCA, com base nos eventos sediados em 2018, o Destino Iguaçu ficou atrás somente de São Paulo e Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)

Foz do Iguaçu aparece na terceira posição entre as cidades brasileiras melhores classificadas no ranking da ICCA (International Congress and Convention Association). A instituição divulgou os dados, com base nos eventos realizados em 2018. A Terra das Cataratas ocupa o primeiro lugar no País entre as cidades não capitais a receber mais eventos internacionais. O Destino Iguaçu ficou atrás somente de São Paulo e Rio de Janeiro.

A cidade saiu do 11º lugar no levantamento da ICCA, com base em 2015, para se manter na terceira posição, a mesma do ano passado, quando foram levados em consideração os eventos sediados em 2017. Ao todo, a cidade recebeu 17 congressos, conferências e outros classificados dentro dos padrões estabelecidos pela instituição em 2018.

Casa do Eletricista PISCINAS

A ICCA classifica os eventos internacionais que sejam itinerantes, acima de três edições e com o mínimo 50 participantes. Outro critério é que o evento precisa ter perfil associativo, isto é, realizado por uma entidade.

Além de valorizar o destino, e mostrar sua capacidade em realizar eventos internacionais, a colocação de destaque de Foz do Iguaçu irá gerar a novas prospecções e, consequentemente, novas captações.

Essa conquista é, em boa parte, resultado do trabalho da Gestão Integrada do Turismo de Foz. São congressos e conferências captados e apoiados pelos hotéis e espaços de eventos da cidade, Secretaria de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Visit Iguassu, Sindhoteis, Itaipu Binacional, FPTI e Unila.

“Esse número comprova que Foz do Iguaçu tem vocação e estrutura para receber congressos e conferências das mais diversas áreas, além é claro, de mostrar que somos competitivos na captação de eventos internacionais”, afirma o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

Ainda de acordo com Piolla, as mudanças que simplificaram a legislação de eventos, elaboradas conjuntamente pela Secretaria, Sindhoteis, Comtur e Visit Iguassu, no ano passado, e adotadas na gestão do prefeito Chico Brasileiro, serão fundamentais na atração de mais eventos internacionais dentro dos critérios da ICCA.

 

Otimismo

A excepcional posição no ranking da ICCA demonstra que Foz do Iguaçu é na atualidade um dos melhores destinos nacionais e internacionais para receber eventos. A cidade está preparada com infraestrutura moderna e qualificada, possui ampla oferta de serviços e excelência no atendimento. Tem localização geográfica estratégica e conta com atrativos únicos no mundo. Esse notável crescimento do turismo de eventos ainda dará mais resultados. Temos um potencial enorme de expansão e bons resultados”, avalia o presidente do Comtur, Carlos Silva.

“A terceira posição no ranking da ICCA, atrás apenas de grandes destinos nacionais para eventos, São Paulo e Rio de Janeiro, mostra que Foz do Iguaçu é um destino consolidado para eventos, sejam nacionais ou internacionais. A manutenção desta terceira posição é fruto de um intenso trabalho de captação, apoiado por várias iniciativas exitosas, como o lançamento recente do projeto Embaixadores do Iguassu. O trabalho de captação tem a participação do Visit Iguassu, com o forte apoio da Gestão Integrada do destino. Estamos felizes e orgulhosos por esta importante conquista”, afirma o presidente do Visit Iguassu, Jaime Nascimento.

“Foz do Iguaçu tem se destacado em todos os setores nos últimos anos. Agora com o ranking da ICCA, a cidade é reconhecida no segmento de eventos e faz com que Foz do Iguaçu atinja um status internacional com essa terceira colocação. Foz do Iguaçu é a menina dos olhos do turismo do Brasil”, observa o presidente do Sindhoteis, Neuso Rafain.

 

Destinos nacionais 

Os destinos nacionais que figuram nas 10 primeiras posições são: São Paulo (60), Rio de Janeiro (46), Foz do Iguaçu (17), Florianópolis (9), Salvador (9), Fortaleza (7), Belo Horizonte (6), Campinas (6), Curitiba (6), Porto Alegre (6), Recife (4) e Natal (2).

 

Com assessoria 

TOPO