Geral Secretaria da Saúde do Paraná

Hospital Universitário de Cascavel terá mais 17 leitos habilitados

(Foto: Divulgação)

A Secretaria da Saúde do Paraná entrega nesta quarta-feira (08) mais 10 leitos de UTI e 7 de enfermaria no Hospital Universitário do Oeste do Paraná, em Cascavel. São leitos equipados e exclusivos para o atendimento da Covid-19. A Ala Covid soma agora 30 leitos de UTI para atendimento adulto, além de 27 leitos de enfermaria.

A região de Cascavel está entre as oito abrangidas pelo Decreto 4942/2020, em vigor desde o último dia 1º prevendo quarentena restritiva de 14 dias.

Casa do Eletricista – Clorador Agosto

Para este decreto, o Governo do Estado considerou o número de casos, o número de óbitos e a taxa de ocupação de leitos em todas as regiões do Paraná. Com a junção destes três fatores, os índices da 10ª Regional de Saúde de Cascavel se apresentaram acima da média do Estado.

De acordo com boletim da Sesa, divulgado segunda-feira (6) a região de Cascavel, apresentava 12,9% de óbitos por 100 mil habitantes, com 71 mortes confirmadas pela Covid-19.

“Contamos com os municípios das regiões afetadas neste enfrentamento, mas também seguimos com nosso trabalho de ampliação a estrutura existente como uma das formas de combate”, afirmou o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto. “Como exemplo, os investimentos feitos na região de Cascavel, que somam mais de R$ 20 milhões”, disse o secretário.

 

RECURSOS

Cerca de R$ 19 milhões foram destinados ao Hospital Universitário do Oeste do Paraná, para a contratação de profissionais por processo seletivo simplificado, custeio e investimentos, diárias de UTI e de enfermarias e aquisição de equipamentos.

Parte dos profissionais já foi contratada e outro processo terá resultado divulgado sexta-feira, dia 10, com o chamamento de mais 100 profissionais. Para a abertura destes novos leitos, também foram entregues 10 monitores e 10 respiradores.

O reitor da Unioeste, Alexandre Webber, destacou o esforço da Sesa, da 10ª. Regional de Saúde de Cascavel e do Consórcio de Saúde dos Municípios do Oeste do Paraná. “Temos trabalhado em conjunto, com um estreitamento cada vez maios entre estas instituições”, disse.

O HUOP é referência no atendimento de pacientes com coronavírus na macrorregião Oeste, com uma população de cerca de 2 milhões de habitantes. Devido à pandemia, o hospital realizou diversas adequações, principalmente relacionadas ao fluxo interno. “A Ala Covid-19 foi estruturada no espaço da futura Ala de Queimados e recebe pacientes desde o dia 21 de março”, destaca o diretor-geral do hospital, Rafael Muniz de Oliveira.

“O HUOP também contou com a parceria de uma empresa da região para a reforma e adaptação das camas hospitalares”, complementa.

 

OUTROS HOSPITAIS

A abertura do Hospital Municipal de Retaguarda de Cascavel também teve o apoio financeiro do Governo do Estado. O hospital, que começou a funcionar no mês passado, conta com 14 leitos de UTI adulto e 28 leitos de enfermaria. A Secretaria de Estado da Saúde está investindo neste primeiro mês de atendimento cerca de R$ 924 mil, aplicados no pagamento das diárias dos leitos.

A Sesa também está investindo em leitos no Hospital São Lucas, são 6 leitos de atendimento SUS, dois de UTI e 4 de enfermaria. Os recursos previstos para pagamento em julho são de R$ 132 mil.

Além disso, a Sesa aplica recursos na aquisição de insumos para a região, são R$ 649 mil, investidos em equipamentos de segurança para profissionais de saúde, álcool gel, testes rápidos, testes RT –PCR e medicamentos.

“Nossa expectativa neste momento é de que os municípios entendam que a Sesa segue com os investimentos nas estruturas hospitalares, equipamentos e contratação de profissionais, avaliando as necessidades e as demandas regionais, em contrapartida, neste período de curva ascendente do Covid-19 contamos com a adesão e aplicação das regras do decreto estadual nas 8 regiões mais afetadas, que além de Cascavel, aponta Região Metropolitana de Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu, Toledo, Cornélio Procópio, Cianorte e Litoral”, destaca o diretor-geral da Secretaria da saúde do Paraná, Nestor Werner Junior.

 

Com assessoria

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO