Fale com a gente

Geral Pesquisa Games Brasil 2024

Mulheres são maioria do público gamer no Brasil

Publicado

em

(Foto: Divulgação)

Recentemente foi publicado um levantamento da Pesquisa Games Brasil em torno dos hábitos brasileiros em relação a jogos e a pesquisa mostrou o quão profunda esta forma de entretenimento está inserida em nosso cotidiano hoje em dia. A pesquisa realizada pela PGB em 2024, demonstrou a hegemonia dos smartphones como a maneira mais popular para jogar, além de também apontar as mulheres como a maior parte deste público.

Smartphone é a plataforma mais popular e dominada por mulheres

Muitos podem até pensar que não, mas as mulheres são a maioria entre os jogadores de celular, compondo cerca de 61% do público e isso já acontece a um bom tempo. Ano passado elas também foram maioria mostrando que esta tendência veio para ficar. Vale lembrar que a pesquisa não determinou quais eram os jogos, podendo variar entre jogos digitais de cartas como Blackjack e Poker, até jogos como Wild Rift e PUBG: Battlegrounds. Aliás, os smartphones são a maioria, sendo cerca de 48,8% da plataforma onde possuem mais jogadores. O restante é distribuído entre os 22,6% jogadores de computador e também entre os jogadores de consoles que compõem cerca de 19,4% do público. Tanto o PC quanto os consoles tem como sua maioria o público masculino que são 66,9% e 61,5% respectivamente, entretanto no total as mulheres continuam sendo maioria sendo 50,4% do público jogador.

O público gamer vem envelhecendo segundo levantamento da Pesquisa Games Brasil 2024

A pesquisa também apontou um número impressionante, 73,9% dos entrevistados consomem jogos digitais (aumento de 3,9% em relação a 2023) e desse público 85,4% consideram esta a sua principal forma de entretenimento. Agora falando em faixas de idade, a concentração deste público jogador ficou mais concentrada na faixa de 30 a 34 anos, com 16,2% e na faixa dos 35 a 39 anos com 16,9%. Isto inclusive mostra um pouco o envelhecimento do público gamer que realmente ocorre de acordo com o censo demográfico brasileiro, só para ter ideia, diferente do passado, 70,2% deste público joga desde a infância e 73,4% tem o costume de jogar com os filhos. Falando em classes sociais, grande parte dos jogadores vem da classe média sendo 64,8% deste montante, vindo seguido de longe pela classe social alta com 16,9% e média-alta com 16,2%, a diferença mostra o quão forte a classe média é em relação às demais.

Tratando-se de etnias, a pesquisa cravou números parecidos com o do ano passado, pessoas declaradas brancas pessoas brancas foram 44,6% dos jogadores. Já de origem negra são a maioria formando 52,4% desta base, sendo formados por 41,2% de pessoas pardas e 11,2% de pessoas declaradas como pretas.

Pesquisa também abordou o uso da Inteligência Artificial em nosso cotidiano

Este ano a PGB 2024 foi um pouco mais longe em relação ao assunto jogo, a pesquisa também quis levantar a opinião dos brasileiros em relação a entrada da Inteligência Artificial em seu cotidiano e a percepção do público é até bem positiva. Cerca de 67,8% do público acredita que o uso de inteligência artificial pode sim contribuir de maneira positiva com a sua vida tornando as pessoas mais criativas e produtivas.

Entretanto, 58% acreditam que o uso desta tecnologia pode aumentar a desigualdade social no Brasil, principalmente pela substituição da mão de obra humana com o passar do tempo, inclusive 56,2% deste público também teme um mundo dominado pela tecnologia. Esta já é a 11ª edição da Pesquisa Games Brasil, para levantar todas estas opiniões em torno dos hábitos brasileiros em relação aos jogos e até sobre IA ‘s. Ao total a pesquisa contou com 13.360 participantes no Brasil sendo eles entrevistados em 26 estados e também no Distrito Federal, este levantamento foi feito em parceria entre grupos como a Go Gamers, Blend New Research, ESPM e SX Groups que também atuam neste tipo de atividade fora do Brasil.

Copyright © 2017 O Presente