Copagril – Sou agro com orgulho
Geral Fronteira com o Brasil

Paraguai suspende aulas presenciais em regiões com “bandeira vermelha”

(Foto: Divulgação)

Devido ao aumento de casos de Covid-19, 974 escolas paraguaias decidiram suspender as aulas que aconteciam de maneira híbrida, presencias e virtuais. A orientação coloca cerca de 600 mil alunos novamente no sistema remoto, com aulas à distância.

A suspensão das aulas presenciais acontece em 24 cidades classificadas com “bandeira vermelha”, onde há um aumento de casos de Covid-19, entre elas, Assunção e Cidade do Leste, na fronteira com o Brasil. A suspenção não afetou o ensino superior.

Casa do Eletricista – BOBCAT

A diretora do Ministério da Educação (MEC), Alcira Sosa, informou que até o fim de março 48% dos alunos matriculados estudavam no sistema híbrido. Os outros 52% continuavam de forma virtual ou à distância.

Sosa, admite que a educação à distância é um problema no país devido a falta de conectividade e equipamentos para os alunos. Oficialmente o Paraguai possui 1.140.681 alunos matriculados em escolas de ensino fundamental e médio. Até a semana passada, 534.452 estudavam à distância.

Outro problema enfrentado pelos alunos é a falta de material disponibilizado pelas escolas. A diretora de educação informou que o MEC possui 13 milhões de guaranis para a impressão de material didático para a educação básica. Já para alunos do ensino médio não há verba destinada para o material.

 

Com Rádio Cultura Foz

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO