Copagril
Geral Emergência Paraná

Polícia Militar lança versão do APP 190 para sistema iOS

Também foi divulgado balanço do aplicativo na versão para Android, que está em uso há quatro meses (Foto: Soldado Priscilla Carvalho)

A Polícia Militar do Paraná lançou nesta segunda-feira (11) o APP 190 – Emergência Paraná – para o sistema iOS e, no mesmo evento, divulgou balanço do aplicativo na versão para Android, que está em uso em Curitiba e Região Metropolitana desde 2 outubro do ano passado. Cerca de 17 mil pessoas, sendo 83 com deficiência auditiva, já baixaram a ferramenta, que busca agilizar o atendimento ao cidadão, acompanhando a evolução tecnológica.

Para o comandante-geral da PM, coronel Péricles de Matos, o aperfeiçoamento do aplicativo para o sistema iOS e os resultados da versão Android confirmam a política pública do governador Ratinho Junior em implantar uma polícia de conectividade e com interação maior com a população paranaense.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Por meio desta ferramenta, por exemplo, uma pessoa com deficiência fonoaudiólogica consegue interagir com a Polícia Militar, sem precisar de uma terceira pessoa com a capacidade de fala e audição para intermediar. “Todos os demais cidadãos que usam o aplicativo também  têm facilidade no repasse de informações, interação e agilidade, além do acompanhamento da ocorrência em tempo real”, destaca o coronel Péricles de Matos.

 

Eficiência

Um comparativo de outubro a dezembro dos anos 2017 e 2018 e de janeiro de 2018 e 2019 aponta que houve redução no número de ligações recebidas pelo telefone de emergência 190, e também de ocorrências, após lançamento do aplicativo nas áreas atendidas. Além disso, em todo o período de funcionamento não houve trote ao 190 via aplicativo.

O capitão Claudio Prus, da Central de Operações Policiais Militares (Copom), explica que a redução deve-se ao fato de o solicitante entrar em contato uma vez só com a PM, via aplicativo. Após isso monitora sua ocorrência e vai conversando com o atendente 190, não necessitando estabelecer novo contato, como no sistema tradicional, o telefone 190, em que é preciso ligar a cada vez que quer algum feedback sobre a solicitação.

 

Números

Desde o início do funcionamento do aplicativo no sistema Android, em outubro do ano passado, até o dia 02 de fevereiro último, foram registradas pela ferramenta 1.429 ocorrências. Deste total, 1.092 foi por perturbação do trabalho ou sossego alheio; 59 pediram abordagem de suspeitos, seguido por lesão corporal/violência doméstica (49).

O município que mais registrou ocorrências via aplicativo foi Curitiba, com 976, depois Colombo, com 92, e São José dos Pinhais com 81.

 

Redução

Se comparados os meses de outubro de 2017 e outubro 2018 houve redução de 12% no número de ligações recebidas pelo 190 e também de 12% no número de ocorrências geradas. Caiu de 141.509 para 124.550 o número de ligações e de 32.102 para 28.405 o de ocorrências geradas.

Se comparados o meses de novembro de cada ano, a redução foi de 11% para ligações recebidas (147.234 para 131.131) e de 10% para ocorrências geradas (33.077 para 29.700).

A maior redução, porém, foi registrada no comparativo dos meses de dezembro: em relação ao número de ligações recebidas a queda foi de 156.093 para 128.782 (-17%). Já a redução do número de ocorrências geradas, na análise deste mês, foi de 4% (caiu de 34.912 para 33.672). Para comparar os meses de janeiro, foram avaliados os períodos correspondentes dos anos de 2018 e 2019. O número de ligações caiu de 137.210 para 117.744 (-14%) enquanto as ocorrências geradas saíram de 31.256 para 31.052 (-1%).

 

Download

A ferramenta foi idealizada pela PM e o projeto recebeu apoio técnico da Celepar, em conjunto com a Diretoria de Desenvolvimento Tecnológico e Qualidade da PM, do Centro de Operações Policiais Militares (Copom) e da Diretoria de Pessoal da Corporação.

As pessoas podem baixar o aplicativo gratuitamente em seus celulares, desde que tenham o sistema operacional Android e, a partir de agora, também iOS.

Após baixar o aplicativo, o usuário fará um cadastro rápido no portal Governo Digital, com informações pessoais (nome completo, RG, CPF, e-mail) e a partir daí será criado um perfil que armazenará todo o histórico de solicitações e atividades.

“O aplicativo trouxe várias vantagens ao cidadão e é mais uma ferramenta ofertada, que trabalha junto com o número de emergência 190”, descreve Prus.

 

Com AEN-PR

TOPO