Geral

Professores da Unioeste podem paralisar atividades

Os professores da Universidade Estadual do Oeste (Unioeste), ligados agrave; Adunioeste, realizam na pr oacute;xima segunda-feira (05), agrave;s 15h30, no campus de Cascavel, uma assembleia geral para discutir indicativo de paralisa ccedil; atilde;o. Os professores reivindicam a contrata ccedil; atilde;o imediata dos docentes aprovados no 30 ordm; concurso p uacute;blico.
Segundo Luis Fernando Reis, da diretoria da Adunioeste, caso o governo estadual n atilde;o contrate os professores antes do in iacute;cio do segundo semestre, milhares de alunos de gradua ccedil; atilde;o das universidades estaduais ficar atilde;o com ldquo;disciplinas descobertas rdquo; (sem professores) e, consequentemente, ter atilde;o preju iacute;zos em sua forma ccedil; atilde;o.
Desde o final do ano passado, as universidades e seus respectivos centros e cursos planejaram suas atividades considerando a promessa do governo estadual de que todos os concursados estariam contratados antes do in iacute;cio do segundo semestre letivo. Em todo o Estado, s atilde;o 300 professores aguardando nomea ccedil; atilde;o. Na Unioeste, das 84 vagas abertas no concurso, 71 foram preenchidas (candidatos aprovados). nbsp;

TOPO