Geral

Rondonenses criam comitê de solidariedade

Foto: Divulgação

Tendo em vista o desastre que atingiu o Haiti h aacute; poucos dias, matando milhares de pessoas e deixando milh otilde;es desabrigados e desalojados, foi criado em Marechal C acirc;ndido Rondon a Comiss atilde;o Pr oacute;-Comit ecirc; de Solidariedade ao Povo do Haiti. A iniciativa eacute; encabe ccedil;ada pela Pastoral da Juventude, tendo como representante Valter Freitas, Par oacute;quia Maria M atilde;e da Igreja, representante Valdeci Freitas, Capela S atilde;o Francisco, com o representante Adailton Gon ccedil;alves, e o vereador Valdemir Jos eacute; Sonda.
J aacute; na ter ccedil;a-feira (26), em reuni atilde;o marcada para as 19h30 no miniaudit oacute;rio da Unioeste, ser aacute; criado o comit ecirc;, o qual deve ser composto por diversas entidades e autoridades do munic iacute;pio. O objetivo do encontro eacute; divulgar contas banc aacute;rias de entidades s eacute;rias, como a Cruz Vermelha Internacional e M eacute;dicos sem Fronteiras, por exemplo, para que possam ser feitas doa ccedil; otilde;es. Outras a ccedil; otilde;es est atilde;o previstas para terem continuidade ap oacute;s a reuni atilde;o. ldquo;Queremos criar alternativas de solidariedade e divulgar mais como as pessoas podem fazer as doa ccedil; otilde;es. Fizemos uma visita ao Bombeiro Comunit aacute;rio e percebemos que poucos donativos foram doados. Agrave;s vezes isso ocorre porque tem gente que quer doar, mas n atilde;o sabe como rdquo;, afirmam o vereador Sonda e Valter Freitas.
nbsp;
Donativos
No munic iacute;pio rondonense, donativos ao Haiti podem ser entregues no Bombeiro Comunit aacute;rio. Considerando as condi ccedil; otilde;es que se encontra aquele pa iacute;s e pela falta de locais apropriados para o armazenamento dos produtos, a campanha se limita a determinados g ecirc;neros aliment iacute;cios prontos para consumo. As doa ccedil; otilde;es devem ser realizadas em embalagens prontas para o transporte a fim de facilitar o acondicionamento e o envio. Os alimentos mais necess aacute;rios s atilde;o: leite longa vida (embalagem com 12 unidades), sucos de frutas prontos para consumo de 1 litro (embalagem com 12 unidades), barras de cereais (em caixas lacradas), bolachas (em caixas lacradas), aacute;gua mineral (embalagens contendo garrafas de 500 ml, 1 litro e 5 litros) e alimentos enlatados de f aacute;cil abertura e prontos para o consumo.
De acordo com o vereador Sonda e o rondonense Valter Freitas, possivelmente poucas pessoas est atilde;o colaborando com os donativos porque justamente s atilde;o necess aacute;rias embalagens prontas para o transporte, o que para algumas fam iacute;lias se torna dif iacute;cil economicamente ajudar. A sugest atilde;o de ambos ent atilde;o eacute; que para n atilde;o se tornar algo caro, grupos de pessoas se unam e comprem alguns dos alimentos listados pela Defesa Civil. ldquo;Por exemplo, um grupo compra uma caixa com 12 unidades de leite. Assim n atilde;o sai t atilde;o caro para cada um rdquo;, comentam.
Para mais informa ccedil; otilde;es os interessados podem entrar em contato com os idealizadores da iniciativa, pelos telefones (45) 8411-1489 ou 9927-2464, ou ainda pelo e-mail professorsonda@hotmail.com.

TOPO