Pref. Pato Bragado Natal em Canto 2019
Geral

Senado aprova plano de carreira; custo é de R$ 464 mi em 2011

A Mesa Diretora do Senado aprovou ontem (23) um plano de carreira para os servidores da Casa que vai provocar um impacto de R$ 464 milh otilde;es nas contas p uacute;blicas do Senado em 2011. Para este ano, o impacto eacute; de R$ 217 milh otilde;es. A proposta precisa ainda passar pelo plen aacute;rio da Casa antes de ir para a C acirc;mara dos Deputados.
Segundo a dire ccedil; atilde;o da Casa, o impacto nas contas do Senado neste ano eacute; de 9,8% da folha salarial, o que equivale aos R$ 217 milh otilde;es. Para o ano que vem, o impacto divulgado eacute; de R$ 247 milh otilde;es, mas como a base de c aacute;lculo j aacute; est aacute; corrigida em R$ 217 milh otilde;es, o gasto a mais em 2011 ser aacute; de R$ 464 milh otilde;es.
De acordo com nota distribu iacute;da pelo diretor-geral da Casa, Haroldo Tajra, o reajuste m eacute;dio dos servidores ser aacute; de 25%. O Senado afirma que o impacto j aacute; estava previsto no or ccedil;amento deste ano e j aacute; constava na previs atilde;o or ccedil;ament aacute;ria de 2011.
O projeto aprovado pela Mesa determina que cada servidor da Casa receber aacute; duas gratifica ccedil; otilde;es simplesmente pelo fato de trabalhar no Legislativo. Uma terceira gratifica ccedil; atilde;o ser aacute; paga ainda de acordo com o desempenho do funcion aacute;rio. Esta gratifica ccedil; atilde;o por desempenho eacute; de no m iacute;nimo 40% do sal aacute;rio e pode chegar a 100%. Caso uma resolu ccedil; atilde;o n atilde;o discipline os crit eacute;rios para esta gratifica ccedil; atilde;o, o valor m iacute;nimo sobe para 60% a partir de 1 ordm; de janeiro de 2011.
Al eacute;m das gratifica ccedil; otilde;es, servidores que ocupem cargos de dire ccedil; atilde;o, chefia ou assessoramento receberam ainda as chamadas ldquo;fun ccedil; otilde;es comissionadas rdquo;, que, na pr aacute;tica, tamb eacute;m aumentam os sal aacute;rios. O projeto pro iacute;be que o valor dessas fun ccedil; otilde;es seja vinculado ao sal aacute;rio dos parlamentares, como acontece atualmente.
Segundo o pr oacute;prio diretor-geral do Senado, Haroldo Tajra, com o plano de carreira o maior sal aacute;rio pago a um servidor da Casa sobe de cerca de R$ 24 mil para cerca de R$ 26 mil.

TOPO