Ecoville – Maior rede de limpeza
Ford Show Rural
Geral

Serra nega usar Indio da Costa para fazer ataques a Dilma

José Serra: Das estradas federais, de cada dez, oito não têm condições de operar. Está cheio de estrada da morte por todo lugar. Isso significa que o modelo federal não funcionou (Foto: Agência Brasil)

O candidato do PSDB agrave; Presid ecirc;ncia, Jos eacute; Serra, voltou ontem (28) a negar que use seu candidato a vice-presidente, Indio da Costa (DEM), para atacar a candidata petista Dilma Rousseff. Na ter ccedil;a-feira (27), Dilma disse n atilde;o considerar que ldquo;uma pessoa que eacute; candidata a presidente deva colocar algu eacute;m para fazer as acusa ccedil; otilde;es e ele endossar rdquo;. Segundo Serra, a afirma ccedil; atilde;o eacute; uma ldquo;bobagem rdquo;. Em campanha no Estado de Minas Gerais, o tucano disse esperar que a campanha possa se basear mais em ideias. Questionado sobre isso n atilde;o estar acontecendo, afirmou: ldquo;N atilde;o por minha causa rdquo;.
Serra tamb eacute;m afirmou ser contr aacute;rio agrave; legaliza ccedil; atilde;o das drogas no pa iacute;s. Segundo ele, a ideia n atilde;o deu certo em outros pa iacute;ses. ldquo;Sou contra, daria uma confus atilde;o rdquo;, defendeu. Ele disse que a maconha eacute; um passo para outras drogas. O tucano afirmou que o Brasil n atilde;o tem estrutura social, sistema de sa uacute;de nem governo eficiente para lidar com uma eventual liberaliza ccedil; atilde;o das drogas. Ele voltou a defender uma pol iacute;tica de combate agrave;s drogas.
Quanto ao tratamento dos dependentes, afirmou que deveria ser feito por meio de conv ecirc;nios com entidades religiosas ou beneficentes, que, segundo ele, podem acompanhar os dependentes qu iacute;micos em tempo integral. O candidato tamb eacute;m defendeu o tratamento por meio do Sistema Uacute;nico de Sa uacute;de (SUS). ldquo;N atilde;o eacute; falido (o SUS) se tiver o governo trabalhando direito. Hoje tem mais problema do que jamais teve rdquo;, reclamou.

Pol iacute;cia
Serra prop otilde;e a cria ccedil; atilde;o de uma pol iacute;cia especial para as fronteiras e um ldquo;grande programa rdquo; de treinamento de c atilde;es farejadores. ldquo;Oitenta por cento (da droga) vem da Bol iacute;via, vem da Col ocirc;mbia rdquo;, afirmou. Serra disse ser “a favor” de um piso salarial nacional para os policiais, mas por meio de lei e n atilde;o mudan ccedil;a constitucional.
O pol iacute;tico n atilde;o se comprometeu, no entanto, com a promessa de equiparar os sal aacute;rios das pol iacute;cias estaduais ao da pol iacute;cia do Distrito Federal, que eacute; financiada pelo governo federal. Segundo ele, isso custaria at eacute; 40 bilh otilde;es por ano. ldquo; Eacute; uma batalha que eu gostaria de dar, agora isso vai depender de ter dinheiro rdquo;, afirmou.

Casa do eletricista MINIESCAVADEIRA

Educa ccedil; atilde;o
O candidato voltou a defender a cria ccedil; atilde;o do ldquo;Protec rdquo; – programa de bolsas estudantis em escolas t eacute;cnicas, nos moldes do Prouni. Ele prometeu criar um milh atilde;o de vagas nessas institui ccedil; otilde;es. ldquo;Sai muito mais barato que fazer escola nova rdquo;, afirmou.

Cr iacute;ticas
Serra criticou a situa ccedil; atilde;o da malha rodovi aacute;ria federal brasileira, afirmando que o pa iacute;s est aacute; cheio de ldquo;estradas da morte rdquo;. Ele tamb eacute;m atacou o que chamou de loteamento pol iacute;tico no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e se disse favor aacute;vel a uma negocia ccedil; atilde;o para a estadualiza ccedil; atilde;o de BRs com o repasse integral para os Estados dos recursos arrecadados com a Contribui ccedil; atilde;o de Interven ccedil; atilde;o no Dom iacute;nio Econ ocirc;mico (Cide) – cobrada sobre o consumo dos combust iacute;veis.
O candidato tucano afirmou que nos uacute;ltimos oito anos o governo arrecadou, por meio da Cide, aproximadamente R$ 65 bilh otilde;es, mas apenas 1/3 deste montante teria sido gasto em investimentos nas BRs. Segundo ele, de cada dez rodovias federais, oito est atilde;o ldquo;esburacadas rdquo;.

TOPO