Copagril – Compras no Site
Ford Ranger e Ecosport Set/2020
Geral

Sindicatos trocam propostas para dissolver greve

O Sindicato dos Trabalhadores da Ind uacute;stria da Constru ccedil; atilde;o Civil de Cascavel e Regi atilde;o (Sintrivel) e a entidade patronal devem se reunir hoje (30) para finalizar as negocia ccedil; otilde;es relacionadas a reajuste salarial da classe trabalhadora. O impasse gerado at eacute; o momento entre as partes culminou com greve dos trabalhadores da constru ccedil; atilde;o civil de Cascavel, iniciada na ter ccedil;a-feira (27). O movimento tem apoio de representantes dos sindicatos de Medianeira, Marechal Rondon, Toledo, Cascavel, Foz do Igua ccedil;u e Ubirat atilde;.
V aacute;rias obras no centro da cidade de Cascavel foram paralisadas j aacute; que, segundo os organizadores, em torno de seis mil trabalhadores aderiram ao movimento.
A chamada ldquo;Opera ccedil; atilde;o Tartaruga rdquo; prev ecirc; que a greve seja deflagrada gradativamente em outras cidades ligadas ao sindicato regional. Caso n atilde;o haja entendimento entre patr otilde;es e empregados, o Sintrivel pretende come ccedil;ar a expandir a paralisa ccedil; atilde;o para munic iacute;pios como Toledo e Marechal C acirc;ndido Rondon na pr oacute;xima semana.
A categoria exigia inicialmente um reajuste de 17,96% para que os sal aacute;rios pagos na regi atilde;o sejam os mesmos dos oferecidos em Curitiba. Enquanto isso, o sindicato patronal oferecia reajuste de 10% e benef iacute;cio de
R$ 100 para os colaboradores que n atilde;o faltarem nenhum dia no m ecirc;s. Outras propostas est atilde;o previstas para serem apresentadas durante reuni atilde;o de dirigentes.

TOPO