Copagril – Compras no Site
Geral

Vigilância alerta população sobre conservação de peixe

Chefe do Departamento de Vigilância Sanitária, Sérgio Valdir Ost: É de grande importância verificar o aspecto geral de conservação do peixe. Foto: Ademir Herrmann

Com a chegada da quaresma, o consumo de peixe aumenta em torno de 300%. Levando em considera ccedil; atilde;o a facilidade com que esta carne se deteriora, s atilde;o necess aacute;rios alguns cuidados para que n atilde;o ocorra uma intoxica ccedil; atilde;o alimentar.
Segundo o chefe do Departamento de Vigil acirc;ncia Sanit aacute;ria da Prefeitura de Marechal C acirc;ndido Rondon, S eacute;rgio Valdir Ost, eacute; necess aacute;rio avaliar a qualidade do peixe antes de compr aacute;-lo. ldquo; Eacute; de grande import acirc;ncia verificar o aspecto geral do peixe analisando se ele est aacute; com reflexo met aacute;lico, odor caracter iacute;stico, olhos brilhantes ocupando toda a cavidade orbital, guelras com colora ccedil; atilde;o vermelha e escamas firmes rdquo;, destaca.
O chefe da Vigil acirc;ncia Sanit aacute;ria diz ainda que um teste pr aacute;tico que pode ser feito eacute; apertar o peixe com o dedo e, se a carne voltar agrave; posi ccedil; atilde;o normal, significa que ele est aacute; fresco. ldquo;A melhor forma de conservar o pescado eacute; o congelamento, pois ele se mant eacute;m de tr ecirc;s a seis meses de acordo com o teor de gordura na carne. Al eacute;m disso, ao ser colocado agrave; venda deve estar embalado, rotulado com identifica ccedil; atilde;o de origem, data de validade e forma de conserva ccedil; atilde;o caso seja congelado ou resfriado. Lembrando que os peixes congelados precisam ser mantidos a -18 ordm;C e os resfriados a no m aacute;ximo 7 ordm;C rdquo;, conclui.

TOPO