Marechal Clube comunitário

AABB de Marechal Rondon está aberta a novos sócios

Como não é um clube patrimonial, não há necessidade de adquirir título, apenas pagar mensalidade. Atualmente, mensalidade custa R$ 99 para sócio comunitário familiar e R$ 64 para sócio comunitário individual (Foto: O Presente)
  • Vista aérea da AABB, nos seus 50 mil metros quadrados de área (Foto: Divulgação)

  • Um dos atrativos do clube é a piscina: temporada já está aberta e vai até o mês de março de 2020 (Foto: Divulgação)

  • Campo de futebol com grama sintética (Foto: O Presente)

  • Como não é um clube patrimonial, não há necessidade de adquirir título, apenas pagar mensalidade. Atualmente, mensalidade custa R$ 99 para sócio comunitário familiar e R$ 64 para sócio comunitário individual (Foto: O Presente)

  • Clube possui duas quadras de tênis. Para 2020, diretoria está programando aulas de tênis para os sócios (Foto: O Presente)

  • Estrutura de campos é ampla e diversificada: um dos pontos fortes da AABB é o futebol (Foto: O Presente)

  • Presidente da AABB, Ricardo Menuncin: “A atual direção está fazendo uma gestão focada no planejamento. Estamos trabalhando de forma séria para o clube porque queremos vê-lo funcionar” (Foto: O Presente)

Ao contrário do que muitos pensam, a Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) de Marechal Cândido Rondon não é mais um clube exclusivo para funcionários do Banco do Brasil, mas, sim, aberta para toda a comunidade. A afirmação é do presidente da AABB, Ricardo Menuncin.

Segundo ele, para se tornar sócio também não é necessário ser cliente do banco, basta apenas associar-se e pagar mensalidades.

Casa do Eletricista – Clorador Agosto

 

HISTÓRIA

Fundada em 12 de setembro de 1977, a AABB era um clube destinado exclusivamente aos funcionários do Banco do Brasil. Na época, por conta do formato com que o trabalho bancário era realizado, a instituição possuía um número grande de colaboradores, o que fazia com que a movimentação do clube fosse grande. Com as mudanças organizacionais que aconteceram na instituição no ano de 1994, houve uma diminuição significativa no quadro de funcionários e consequentemente nos sócios da AABB.

Inicialmente, a adesão ao clube foi aberta aos familiares de funcionários do banco, e pouco tempo depois ampliada para correntistas. Não demorou muito e a necessidade de novos sócios fez com que o clube disponibilizasse a adesão para pessoas da comunidade, sem que houvesse ligação com o Banco do Brasil.

Atualmente, a AABB é uma extensão do Banco do Brasil e está inserida em uma rede organizada de clubes. Essa rede se chama Federação Nacional das AABBs (FENABB), que dá suporte administrativo e técnico para que as AABBs espalhadas pelo Brasil tenham fomento para funcionamento. “A FENABB dá suporte jurídico, financeiro, além de alguns programas de financiamento, com subsídios e alguns patrocínios”, expõe o presidente da AABB de Marechal Rondon.

Regionalmente, a AABB recebe o suporte do Conselho Estadual de AABBs. “Todos esses suportes e apoios auxiliam as AABBs a se manterem firmes e em funcionamento”, salienta Menuncin.

 

UM CLUBE PARA A COMUNIDADE

Ele comenta que um dos pontos fortes da AABB rondonense é o esporte, principalmente o futebol. “A AABB não é só um clube de piscina, mas, sim, com um direcionamento voltado ao esporte, que acontece o ano todo, com ações, disputas de campeonato interno, até mesmo campeonatos municipais”, aponta.

Em termos de estrutura, Menuncin diz que a AABB oferece aos sócios área completa de lazer e entretenimento nos seus 50 mil metros quadrados de sede. Como o forte do clube é o esporte, mais especificamente o futebol, a estrutura de campos é ampla e diversificada, com dois minicampos de futebol, um campo de futebol oficial e um campo de grama sintética. Também há duas quadras de tênis e uma quadra de vôlei de areia. Além das áreas esportivas, o clube oferece academia, sauna, piscinas, bosque com churrasqueiras e mesas, quiosques, além de uma lanchonete e um salão para eventos.

“A lanchonete oferece aos sócios bebidas, lanches, além de servir jantares nas quartas e sextas-feiras, bem como almoços para eventos particulares de sócios. O salão social passou por reformas e comporta eventos para até 200 pessoas, bem como dispõe de ambiente climatizado”, detalha o dirigente, lembrando: “O sócio tem valor diferenciado para a utilização do salão, mas o clube realiza a locação do espaço para terceiros. Também é comum a locação para empresas que queiram fazer sua festiva de fim de ano”.

Conforme o presidente da AABB, a atual direção está fazendo uma gestão focada no planejamento. “Somos voluntários e estamos trabalhando para o clube porque queremos vê-lo funcionar. Todos estão trabalhando de forma séria, e isso é muito importante para o clube crescer”, destaca.

 

ADESÃO DE NOVOS SÓCIOS

Segundo Menuncin, o ano de 2019 teve um crescimento exponencial em número de sócios. Atualmente, são 347. “O objetivo para 2020 é chegar aos 400 sócios”, relata.

O clube possui duas categorias. O sócio efetivo, que é o funcionário do Banco do Brasil, seja ele ativo ou aposentado, e existe também o sócio comunitário, que pode ser familiar ou individual. “Como a AABB não é um clube patrimonial, não cobra taxa de adesão, o famoso título. Ela cobra somente a mensalidade”, informa. Isso quer dizer que quem tiver interesse em fazer parte da cartela de sócios inicia pagando somente a mensalidade e já pode usufruir das dependências do clube. Atualmente, as mensalidades custam R$ 99 para o sócio comunitário familiar e R$ 64 para o sócio comunitário individual.

Quem tiver interesse em ser sócio do clube deve solicitar formulário de inscrição, o que pode ser feito via WhatsApp pelo (45) 99141-7110 ou retirá-lo pessoalmente na secretaria do clube, que fica localizado na BR-163, ao lado do Parque Industrial. Dúvidas também podem ser sanadas pelo telefone (45) 3254-2784. O clube possui uma página informativa no Facebook, basta procurar por AABB MCR.

 

O Presente

TOPO