Ford Ranger e Ecosport Set/2020
Copagril – Compras no Site
Marechal

Acusado de matar e queimar rondonense é condenado a sete anos de prisão

O Presente

O Tribunal Popular do Júri da comarca de Marechal Cândido Rondon realizou hoje (26) o julgamento do réu Dalves Muniz da Silva. A sessão aconteceu sem a presença do acusado que está foragido da justiça.

Ele responde pela morte de Osvanir da Rocha, ocorrida no dia 18 de janeiro de 2002. Osvanir da Rocha, foi executado a tiros, teve a língua cortada e o corpo incendiado. Depois o cadáver foi jogado em uma valeta na Sanga Piraí, na localidade de Esquina Bandeirantes, no distrito de Novo Três Passos.

Casa do Eletricista – GENCO

No julgamento Dalves Muniz da Silva, foi condenado pelo Conselho de Sentença a uma pena de sete anos de reclusão.

Mais um Julgamento

Outra sessão do Tribunal Popular do Júri de Marechal Cândido Rondon será realizada amanhã (27) a partir das 09 horas. Serão julgados os réus Anderson de Oliveira Lopes, Gilson Ramos da Silva e Keverson de Almeida Loeblein.

Eles são acusados de envolvimento na morte de Edson Miguel de Souza, de 38 anos, que era conhecido pelo apelido de “Nego Dinho”. O crime ocorreu no dia 7 de julho de 2012, quando o corpo da vítima foi encontrado por Policiais Militares de Nova Santa Rosa em uma lavoura de milho.

Edson Miguel de Souza foi atingido na cabeça por três disparos de pistola calibre 635.

Anderson de Oliveira Lopes, Gilson Ramos da Silva e Keverson de Almeida Loeblein, tiveram suas prisões decretadas pela justiça e foram denunciados pelo Ministério Público em maio de 2013.

Para a sessão de amanhã, estão sendo novamente convocados os mesmo jurados que foram chamados para o júri de hoje (26).

TOPO