Marechal Recursos para saúde

Agentes de saúde de Marechal Rondon realizam arrastão neste sábado

Agentes comunitários de saúde realizam visitas diariamente e amanhã (16) intensificam a coleta de dados em residências rondonenses (Foto: Divulgação)

A fim de intensificar a coleta de dados, os agentes comunitários de saúde da Secretaria de Saúde de Marechal Cândido Rondon realizam amanhã (16) um arrastão na cidade, com exceção da Vila Gaúcha e do Bairro Primavera, localidades onde os domicílios foram quase que todos visitados.

A coleta de dados refere-se ao programa Previne Brasil, lançado no ano passado e que visa promover a reestruturação na forma que o governo federal distribui os recursos na área da saúde para os municípios. Até então, a distribuição dos valores era feita com base na quantidade de pessoas residentes e de serviços existentes em cada município, sem considerar o atendimento efetivamente prestado. Agora, haverá mudanças no repasse de recursos, as quais serão progressivas.

Casa do Eletricista – Clorador Agosto

De acordo com a secretária de Saúde rondonense, Marciane Specht, será necessário o cadastramento em todos os domicílios de Marechal Rondon. O trabalho de recolha de dados, segundo ela, teve início no final do mês de janeiro e tinha como data-limite o final de maio. Por conta da pandemia do coronavírus, todavia, o prazo foi estendido até junho.

 

META

Conforme Marciane, a meta é visitar todas as residências, da sede e do interior, para que os dados sejam os mais precisos possíveis. “Pedimos a colaboração dos rondonenses, para que recebam os agentes comunitários de saúde, que estão devidamente identificados com crachás. O cadastramento está sendo realizado tanto na sede como no interior para os rondonenses que utilizam ou não o Sistema Único de Saúde (SUS). É uma ação muito importante para que consigamos o maior volume de recursos possível para serem investidos na saúde pública do município”, destaca. “As famílias que não forem visitadas, o município irá perder os recursos sobre elas. Isso impacta significativamente na qualidade das ações prestadas”, ressalta.

 

DADOS COLETADOS

Entre os dados coletados na ficha denominada de Cadastro Individual da Atenção Básica estão informações pessoais, escolaridade, profissão, condições de saúde, entre outros. Caso a pessoa não colaborar no questionário, deverá assinar um termo de recusa.

Com assessoria

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO