Ecoville – Maior rede de limpeza
Marechal

Arthur e Maria: nomes lideram registros de rondonenses nascidos em 2016

 

O nome Maria se manteve na liderança, porém João deu lugar a Arthur, quando comparado ao ano de 2015

Entre os meninos, Arthur. Para as meninas, Maria. Esses foram os nomes mais escolhidos por pais rondonenses no ano de 2016, conforme levantamento do Instituto do Registro Civil das Pessoas Naturais do Paraná (Irpen-PR). Segundo os dados, Arthur figurou entre os nomes masculinos mais registrados, desbancando João, que vinha há anos ocupando as primeiras colocações dos nomes mais queridinhos pelos pais.

Sandra Schmitt Vorpagel foi uma das rondonenses que escolheu Arthur para registrar o primeiro filho do casal que nasceu em dezembro do ano passado. De acordo com ela, o nome era, até então, pouco usado e diferente, por isso resolveu escolhê-lo. Estávamos em dúvida na escolha do nome e, por fim, minha irmã, assim como eu, disse que achava Arthur um nome muito bonito e acabou sendo o escolhido, conta.

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

A dúvida no momento da escolha do nome, ainda mais sendo do primeiro filho, é algo comum e muitos casais já passaram por isso. Havíamos cogitado, além de Arthur, os nomes Gabriel, Caio e Enzo, menciona Sandra.

 

Leila Fotografias

Sandra e Luiz Carlos Vorpagel com o pequeno Arthur, que na semana passada completou um mês. Ele foi um dos 21 rondonenses registrados com esse nome em 2016

 

Maria, porque sim!

O nome Maria já pode ganhar o título de mais usado e lembrado na hora de registrar os novos membros da família do sexo feminino. Isso porque, ao menos nos últimos seis anos, o nome esteve presente no topo da lista de registros em Marechal Rondon. O nome bíblico fechou 2016 com 18 registros no município. Em 2015 a situação foi bem parecida: 17.

Maria Julia foi a escolha da rondonense Jaqueline Vieira Pessoa. A filha dela completou 11 meses no último fim de semana e, segundo a mãe, a escolha do nome foi uma forma de homenagem. A vó da Maria Julia, por parte de pai, é falecida. Ela se chamava Angela Maria e como forma de homenageá-la resolvemos colocar algum dos nomes em nossa filha, então escolhemos Maria, conta a mãe, ressaltando que sempre gostou desse nome.

Como a ansiedade no momento da gravidez é grande, muitos pais não esperam a confirmação do sexo da criança para fazer a escolha do nome, pelo contrário, muito antes já começam a pensar em possibilidades distintas, caso seja menina ou menino. Estávamos achando que ia ser menino e por isso já tínhamos escolhido o nome. Para menina, até então, não tínhamos cogitado nada, até que fiz o exame e descobrimos o sexo, relata Jaqueline.

Arquivo pessoal

Pais Jaqueline Vieira Pessoa e Orli José Drun com a pequena Maria Julia: nome se manteve na liderança de registros tanto em Marechal Rondon quanto no Paraná


Nomes bíblicos ainda estão em alta

Diferentemente de Marechal Cândido Rondon, os nomes mais registrados nos cartórios do Paraná em 2016 foram Maria e João, de acordo com o levantamento feito pela Associação dos Notários e Registradores do Estado do Paraná (Anoreg-PR). No último ano, o Estado ganhou 7.853 Marias e 5.109 Joões. A liderança destes nomes, famosos pela associação bíblica e por serem de personagens infantis, já havia sido verificada em 2015.

Davi ocupa o terceiro lugar, com 4.459 registros. Ana vem logo atrás, com 4.304. Em seguida aparecem Arthur (4.075), Miguel (3.673), Pedro (3.013), Alice (2.507), Laura (2.377) e Enzo (2.363).

Em geral, de acordo com a Anoreg-PR, estes nomes anualmente aparecem entre os mais escolhidos. Enzo foi a novidade do último ano – ele passou o nome Gabriel na lista, ocupando o décimo lugar.

 

Restrições

Criatividade e modernidade são alguns quesitos que, nos últimos anos, estão presentes no momento da escolha do nome. Todavia, muitos pais escolhem registrar a criança com um nome um tanto quanto diferente, e isso deve ser observado com cuidado, pois com base na lei federal nº 6.015, de 1973, o oficial de registro deve se recusar a proceder o registro de nascimento com nomes que exponham a pessoa ao ridículo. Outra indicação são as recomendações para que os cartórios mantenham tradições indígenas e aceitem o registro de nomes estrangeiros e ainda não difundidos.

 

Nomes registrados em Marechal Rondon em 2016

MASCULINOS

Nome      Registros

Arthur      21

João        14

Miguel     14

Davi 13

Pedro      12

Gabriel    11

Gustavo  8

Enzo        7

Felipe      7

Henrique 7

Vicente    7

Bernardo 7

 

FEMININOS

Nomes    Registros

Maria       18

Alice        11

Julia 9

Yasmin    8

Ana  8

Laura       8

Beatriz     7

Helena    7

Lara 7

Larissa    6

Manuela  6

 

COMPOSTOS

Nomes    Registros

Maria Eduarda        9

Pedro Henrique      7

Arthur Henrique      6

Gustavo Henrique   3

Isabelly Vitória        3

João Vitor       3

Henrique Gabriel    3

João Pedro     3

Julia Helena    3

Ana Laura       3

 

No Brasil

Miguel e Alice foram os nomes mais usados pelos brasileiros para registrar seus filhos no ano de 2016.  Em 2015, ambos já lideravam o ranking dos mais populares.

As informações fazem parte de uma pesquisa anual realizada desde 2009 pelo site BabyCenter. Na edição atual, foram analisados o cadastro de 163 mil novos bebês nascidos.

De acordo com a pesquisa, os fatores que influenciaram na escolha dos nomes foram reality shows de culinária, filmes e até telejornais.

Integram a lista com os dez nomes mais comuns para meninas e meninos escolhidos em 2016 no país: 1º lugar: Miguel e Alice, 2º: Arthur e Sophia, 3º: Davi e Laura, 4º: Bernardo e Valentina, 5º: Heitor e Helena, 6º: Gabriel e Isabella, 7º: Pedro e Manuela, 8º: Lorenzo e Júlia, 9º: Lucas e Luiza e 10º: Matheus e Lívia.

TOPO