Copagril
Marechal Frente fria

Com mínima de 8,8ºC, Marechal Rondon registra dia mais frio do ano

Em Marechal Rondon os termômetros registraram, por volta das 07 horas, a menor temperatura do ano: 8,8ºC: frente fria deve perder a força nos próximos dias até a chegada do inverno com mínimas expressivas

 

Faltando pouco mais de um mês para o início do inverno, o frio chegou e derrubou as temperaturas no Paraná. O clima típico da estação resolveu dar “as caras” com mais intensidade na manhã desta terça-feira (14) em várias regiões do Estado. Em alguns municípios do Oeste, Sudoeste e Centro-Sul os termômetros ficaram abaixo dos 10°C, como é o caso de Marechal Cândido Rondon, que registrou, por volta das 07 horas, sua menor temperatura do ano: 8,8ºC. Os dados são do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar).

O dia também foi o mais frio do ano até o momento em outras cidades, a exemplo de Assis Chateaubriand. Por lá a mínima chegou aos 7,4ºC e a sensação térmica próxima dos 6ºC, configurando a menor temperatura do Estado. Para quem precisou sair cedo de casa foi necessário retirar os casacos, luvas e toucas do guarda-roupa para se aquecer.

Casa do Eletricista PISCINAS

Segundo o meteorologista Reinaldo Kneib, a frente fria deve perder a força nos próximos dias, mas a partir de agora as temperaturas ficarão sempre abaixo dos 30ºC até a chegada do inverno com mínimas expressivas. Hoje, por exemplo, a máxima em Marechal Rondon deve chegar aos 20ºC.

A frente fria avança pelo Paraguai e Norte da Argentina e por isso as temperaturas mais baixas foram registradas na região Oeste e Sudoeste do Paraná. “Amanhã ainda pode ter frio, com as mínimas em torno dos 10ºC. À tarde deve ser mais quente porque o sol deve aparecer e diminuir a nebulosidade”, diz Kneib.

Com o predomínio de sol, a temperatura no município deve subir em torno de dois graus. Isso gradualmente até o fim de semana, já que, conforme o meteorologista, não há previsão de chuvas até o início da próxima semana.

Kneib diz que até o fim de maio não são esperados dias mais frios, mas há um indicativo para que nos últimos dias do mês uma nova onda de ar frio “derrube” as temperaturas. “A previsão e a variabilidade oscilam muito. Na quarta e quinta-feira da próxima semana, por exemplo, pode haver um resfriamento parecido com o dessa semana, mas depois esquenta novamente”, informa.

 

O Presente

TOPO