Marechal Especial O Presente

Comércio impulsiona setor gastronômico

Coordenador do Núcleo de Gastronomia da Acimacar, Rui Patrício: “As confraternizações de fim de ano geralmente abrem a temporada, pois aumentam significativamente a demanda do nosso setor” (Foto: Leme Comunicação)

 

“Safra” das empresas que atuam com gastronomia acontece entre dezembro e janeiro, fomentadas pelas compras no comércio, 

festividades de fim de ano e períodos de férias 

 

Para quem atua no setor gastronômico, o fim de ano também é sinônimo de bonança.

De acordo com o coordenador do Núcleo de Gastronomia da Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acimacar), Rui Patrício, a época de fim de ano, bem como o mês de janeiro, costumeiramente proporciona um fluxo significativo para as empresas gastronômicas. “As confraternizações de fim de ano geralmente abrem a temporada, pois aumentam significativamente a demanda do nosso setor. Recebemos grupos grandes de empresas ou mesmo grupo de amigos que realizam estes eventos e outras empresas que atuam com encomenda de jantares também têm uma demanda significativa nesta época”, comenta.

Para o período, Patrício menciona que a programação dos locais que oferecem gastronomia aos rondonenses e visitantes normalmente contempla música ao vivo e na semana que antecede o Natal o quadro de funcionários é otimizado, já prevendo uma maior demanda e fluxo de pessoas, inclusive no comércio, que acabam aproveitando para fazer as refeições entre um momento e outro das compras. “A safra de todo o comércio da gastronomia ocorre entre dezembro e janeiro”, pontua.

 

Referência microrregional

Aprimorar as competências empresariais, aumentar o fluxo de clientes, gerar ocupação e renda de maneira sustentável e a melhoria contínua da gestão das empresas envolvidas são algumas das características que fazem a diferença para o comércio de quem serve um belo prato.

Para isso, expõe Patrício, constantemente os empresários devem buscar novidades, se reinventar na forma de atender, nas opções que oferecem aos clientes e, principalmente, melhorando o gerenciamento de suas equipes e o treinamento dos colaboradores. “Isso resulta em cada vez mais clientes prestigiando as empresas do setor no nosso município e isso é muito positivo. Os empresários não devem se fartar do público local e, sim, sempre buscar novidades para atrair e fidelizar cada vez mais clientes em suas empresas”, ressalta.

Apesar de comentar que há a busca por outras opções no ramo gastronômico em outras cidades, ele menciona que o município rondonense também tornou-se referência no setor para a microrregião. “Muitas pessoas de outros municípios que vêm para cá tanto por conta do comércio, que também impulsiona a gastronomia, quanto pelos próprios restaurantes, estão nos prestigiando e essa busca por novidades na gastronomia é normal. Quem vai conquistar e fidelizar o cliente é aquele que sabe buscar o diferencial”, conclui.

 

O Presente

 

Para conferir o conteúdo do jornal especial “Prestigie o comércio local” acesse aqui

TOPO