Copagril
Marechal Doença contagiosa

Confirmado o primeiro caso de sarampo em Marechal Rondon

(Foto: Divulgação)

Na manhã desta terça-feira (03), a Secretaria de Saúde de Marechal Rondon recebeu a confirmação do primeiro caso de sarampo no município. A doença foi confirmada em uma jovem de 22 anos, através de um exame de sorologia feito pelo Laboratório Central do Estado do Paraná – LACEN.

Segundo informações, a moça há alguns dias teria dado entrada em um hospital da cidade com manchas avermelhadas e logo foi diagnosticada com sarampo.

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

De acordo com a chefe do Setor de Epidemiologia, Franciele Perez, o caso da jovem é importado, ou seja, ela contraiu a doença possivelmente em Curitiba. “Para que a doença não se prolifere, pedimos que os rondonenses com até 49 anos, que não possuem a vacina contra o sarampo, que se vacinem. A vacina está disponível em todas as unidades de saúde do município”, explica.

“Vale lembrar que a pessoa que contraiu a doença, teve apenas um dos sintomas, que são as manchas avermelhadas. Os outros sintomas são: tosse, coriza, olhos inflamados, dor de garganta e febre. Os sintomas aparecem apenas alguns dias após a exposição do vírus”, complementa Franciele.

 

O SARAMPO

O sarampo é uma doença grave e altamente contagiosa causada por um vírus. Normalmente é transmitido por meio de contato direto com uma pessoa infectada e pelo ar. O vírus infecta o trato respiratório e se espalha por todo o corpo. Para evitar a doença, a imunização é fundamental.

As atividades de imunização tiveram um grande impacto na redução das mortes por sarampo. De 2000 a 2017, a vacinação evitou aproximadamente 21,1 milhões de mortes no mundo. O número de óbitos pela doença no mundo caiu 80% no período, passando de 545 mil no ano 2000 para 110 mil em 2017.

No Brasil, a doença estava erradicada, mas voltou a causar vítimas recentemente.

 

Com assessoria

TOPO