Ecoville – Maior rede de limpeza
Marechal

Copagril orienta produtores sobre a dessecação antecipada da soja

A produção de soja verão seguida pela semeadura do milho safrinha é realizada por grande maioria dos agricultores da região de ação da Copagril no Oeste do Paraná e Sul do Mato Grosso do Sul, e buscando antecipar a colheita da soja e liberação da área para o plantio de milho, uma técnica utilizada é a dessecação antecipada da soja, prática que antecipa a colheita da soja de três até sete dias, possibilitando, também, a uniformidade de maturação da cultura, plantio do milho safrinha com redução de plantas daninhas e a colheita da soja com menor porcentagem de impureza.

Segundo o engenheiro agrônomo Juliano Tartaro, da Unidade Copagril de Entre Rios do Oeste, para se ter uma dessecação eficiente é preciso monitorar a lavoura e verificar o momento em que a soja completa a sua maturação fisiológica. Recomenda-se que seja feita a dessecação no estágio R 7.3, quando aproximadamente 80% das folhas estão amarelas, recomenda. As dessecações realizadas antes da cultura atingir o estádio de maturação fisiológica, podem interferir no enchimento dos grãos e o aparecimento de grãos esverdeados na colheita, fatores que resultam em perdas no rendimento e na qualidade final do produto, complementa Juliano.

Casa do eletricista PRESSURIZADORES

Outro ponto enfatizado pelo profissional é que o agricultor deve utilizar produtos registrados para a finalidade e respeitar o período de carência do dessecante, que é o período entre a aplicação e a colheita. É fundamental que o agricultor programe sua colheita para conseguir uma produção de soja de boa qualidade, por isso a prática da dessecação antecipada merece uma atenção especial e deve ser realizada de maneira e no tempo correto para manter a produtividade da cultura e uma boa qualidade final do produto, finaliza o engenheiro agrônomo da Copagril.

TOPO