Fale com a gente

Marechal Complexo industrial

Copagril tem projeto aprovado no Programa de Eficiência Energética da Copel

Previsão é investir cerca de R$ 1,6 milhão na fábrica de óleo e farelo de soja da cooperativa

Publicado

em

(Foto: Divulgação)

A Cooperativa Agroindustrial Copagril, em parceria com a Deode Inovação & Eficiência, teve seu projeto de eficiência energética aprovado na chamada pública PEE 006/2022, no Programa de Eficiência Energética da Copel, companhia provedora de recursos financeiros para projetos.

A eficiência energética aplicada em plantas industriais tem como objetivo reduzir o gasto de energia nos processos produtivos, promovendo maior eficiência em equipamentos eletromecânicos e de iluminação, sem afetar a qualidade e a produtividade.

O projeto da Copagril abrange a fábrica de óleo e farelo de soja do Complexo Industrial. Nele, o sistema de iluminação proposto prevê a instalação de braços médios para o padrão Copel, substituindo os refletores sobrepostos em postes, o que resultará em uma iluminação mais eficiente nas áreas abrangidas. Também serão substituídos motores com maior eficiência na preparação, bem como componentes de acionamento destes motores.

O orçamento do projeto aprovado foi de R$ 1.656.852,80, valor que será devolvido para a companhia em 72 parcelas, apenas com correção monetária.

Além disso, foram realizados cálculos de eficiência energética que apontam uma economia aproximada de R$ 20 mil em desembolso evitado na compra de energia e manutenção dos ativos, com vida útil projetada para mais de 11 anos. Esses recursos serão direcionados para a melhoria das instalações da cooperativa.

Implementação

O processo de implementação do projeto envolve a liberação do órgão competente, a Copel, além de melhorias tecnológicas e substituição de equipamentos em pontos específicos da fábrica, como preparação e caldeira, por exemplo.

O projeto propõe diversas medidas, que incluem a substituição de 87 pontos de iluminação ineficiente por lâmpadas de LED; a implementação de um sistema de acionamento por relé temporizado; a substituição de seis motores elétricos trifásicos de 125 CV por modelos mais eficientes; bem como a instalação de inversor e acoplamento elástico.

No sistema motriz de caldeira, serão realizadas diversas alterações, incluindo a confecção de bases em alvenaria e metálica para instalação e alinhamento do motor.

A implementação do projeto teve início no dia 29 de janeiro de 2024 e tem prazo limite de um ano para a conclusão.

Resultados

Com essas medidas, a Copagril visa atingir resultados positivos, como a redução no consumo de energia elétrica; diminuição nos custos de manutenção; descarte adequado dos equipamentos substituídos; e padronização da temperatura de cor da iluminação.

Ao todo, a cooperativa calcula que o projeto proporcionará uma redução no consumo de energia de 550,61 MWh/ano.

Em termos financeiros, a economia mensal, considerando energia e custos com manutenção, está estimada em aproximadamente R$ 24.977,49. Os pagamentos do projeto ficarão em média 15% menores do que a economia.

O projeto aprovado na chamada pública é um passo importante para a Copagril, pois reafirma seu compromisso pela busca constante de melhorias e sustentabilidade.

Com assessoria

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Copyright © 2017 O Presente