Copagril
Marechal

Cuidar de um orçamento de R$ 150 milhões é uma grande responsabilidade, diz Carmelo

 

Mirely Weirich/OP

Secretário de Fazenda, Carmelo Daronch: A questão é conseguir administrar, mantendo esse equilíbrio entre receita e despesa de forma que não faltem recursos nos períodos em que a arrecadação diminui

Responsável por cuidar do orçamento de Marechal Cândido Rondon, tanto entradas como saídas de recursos dos cofres públicos, a Secretaria de Fazenda do município destina todo o pagamento e geração de impostos para a melhoria dos investimentos na cidade, ou seja, é um dinheiro que volta para a sociedade. Por isso é muito importante que o contribuinte pague seus impostos em dia, para que tenha os benefícios já que, sem recursos, não tem como a máquina pública funcionar, declara o responsável pela pasta, Carmelo Daronch.

Na visão do novo secretário, o que deve ser levado em conta por todos os gestores públicos é que a receita tem picos bastante acentuados, enquanto que as despesas tendem a se manter em uma linha horizontal. A questão é conseguir administrar, mantendo esse equilíbrio entre receita e despesa de forma que não faltem recursos nos períodos em que a arrecadação diminui, diz.

Casa do Eletricista PISCINAS

 

Prudência

Para Carmelo, cuidar de um orçamento de mais de R$ 150 milhões anuais, em um município com o porte de Marechal Cândido Rondon, é uma grande responsabilidade. Mas acredito que estou preparado, avalia. Trabalho de forma planejada e com cautela, sempre primando pela redução de custos onde for possível e espero poder fazer uma boa gestão e contribuir de forma positiva para o município, menciona.

Ele compara que o orçamento de uma prefeitura não é como um extrato bancário, em que se sai gastando, mas trata-se de uma previsão baseada em exercícios anteriores. No último ano, por exemplo, em função da crise que assolou o país, as receitas ficaram abaixo daquilo que foi orçado, o que é natural, expõe. A prudência diz que devemos trabalhar com certa margem de segurança para não sermos pegos de surpresa e nunca gastar mais do que se arrecada, alerta.

Projetos

De acordo com o secretário, a Secretaria de Fazenda possui uma equipe sólida, basicamente de servidores efetivos, o que é positivo na visão dele para dar continuidade aos trabalhos sem dificuldades. Apenas serão necessários alguns ajustes e reposição de servidores, o que será feito na medida do possível, pontua.

Com objetivo de avançar para um modelo de gestão mais eficaz, Carmelo enfatiza que deve ser alvo de estudo a melhoria do Código Tributário, além de algumas leis relacionadas. Para se ter uma ideia, o último recadastramento imobiliário foi feito em 1994. Precisamos urgentemente pensar em um sistema de geoprocessamento que nos permita um recadastramento dos imóveis do município, conclui.

TOPO