Ecoville – Maior rede de limpeza
Marechal Capacitação

Curso de Desenvolvimento de Sistemas Web será realizado no Senac

Foto: Mirely Weirich

A prefeitura rondonense, por intermédio da Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo, está desenvolvendo, em parceria com o Senac e o Núcleo de Informática da Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acimacar), um curso de formação de programadores web. As inscrições estão abertas e podem ser feitas até o próximo dia 12.

Interessados em participar do curso podem se inscrever gratuitamente pela internet preenchendo o formulário no link: facebook.com/programadornota10 ou então no Módulo Empresarial, localizado na prefeitura, ou no Senac.

Casa do eletricista PRESSURIZADORES

Serão ofertadas 20 vagas e havendo mais inscritos será feita uma seleção com um teste seletivo no dia 13 de novembro, às 19h15, no Senac. O início do curso está previsto para o dia 19 de novembro e a conclusão em 13 de maio de 2020.

O curso será realizado no laboratório do Senac, nas terças, quartas e quintas-feiras, das 19h15 às 22h15. Serão 240 horas específicas de formação em programação contemplando: Lógica e Programação de Sistemas (60 horas), Fundamentos de Banco de Dados (40 horas), Introdução à Programação Orientada a Objetos (40 horas), Interface de sistemas web (30 horas) e Desenvolvimento de Aplicações Web (70 horas).

 

VAGAS DE ESTÁGIO

Durante o período do curso, as empresas de desenvolvimento de software do Núcleo de Informática acompanharão os alunos. As empresas poderão ofertar vagas de estágio aos melhores alunos.

A formação de mão de obra é uma necessidade antiga do Núcleo de Informática, cujas empresas estão limitadas em crescimento por falta de profissionais qualificados na área de desenvolvimento de software. Segundo o coordenador do Núcleo Setorial de Informática, André Dall Forno, faltam profissionais na área de desenvolvimento de software em todo Brasil, mas em Marechal Rondon não há nem a formação de mão de obra, o que coloca o setor do município em desvantagem competitiva em relação a outras cidades. “Temos o custo de formar e qualificar os programadores dentro da empresa, enquanto em outras cidades os programadores são formados em curso superiores e qualificados em instituições de pesquisa”, diz.

Coordenador do Núcleo Setorial de Informática, André Dall Forno: “Faltam profissionais na área de desenvolvimento de software em todo Brasil, mas em Marechal Rondon não há nem a formação de mão de obra, o que coloca o setor do município em desvantagem competitiva”. Foto: Arquivo/OP

 

SUBSÍDIO

A Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo, por meio do programa Marechal Capacita, está subsidiando a formação de mão de obra ao trabalhador para incentivá-lo a se qualificar na área. Segundo o secretário Sérgio Marcucci, a formação e a qualificação de mão de obra gera um ganho significativo às empresas. “No setor de tecnologia da informação isto é muito mais latente, pois a tecnologia depende de pessoas muito qualificadas. É uma mão de obra especializada que tem remuneração acima da média. A empresas de desenvolvimento de software podem vender suas soluções para qualquer lugar do mundo, e elas geram o ISS, que é um imposto de receita própria para o município. A oferta de formação de mão de obra qualificada é um diferencial competitivo para manter estas empresas no município, gerando empregos e impostos aqui. Precisamos investir no desenvolvimento do trabalhador para que isto aconteça”, enfatiza.

Secretário de Indústria, Comércio e Turismo, Sérgio Marcucci: “A oferta de formação de mão de obra qualificada é um diferencial competitivo para manter estas empresas no município, gerando empregos e impostos aqui. Precisamos investir no desenvolvimento do trabalhador para que isto aconteça”. Foto: Arquivo/OP

 

QUALIFICAÇÃO

O Senac foi contratado pela prefeitura rondonense para executar o curso em seu laboratório e com sua equipe de professores. “Trouxemos o Senac para o município com a finalidade de formar e qualificar a mão de obra em Marechal Rondon e atender tanto trabalhadores que procuram se qualificar tanto para atender a classe empresarial que precisa de mão de obra qualificada, como para manter a competitividade da empresa”, menciona o presidente do Sindicomar, Ademar Bayer, acrescentando: “O Senac é uma instituição reconhecida pela qualidade de seus cursos em todo o Brasil, assim como todo o sistema da Fecomércio no Paraná tem dado exemplo de gestão e cumprido a finalidade para o qual foi criado”.

Presidente do Sindicomar, Ademar Bayer: “Trouxemos o Senac para o município com a finalidade de formar e qualificar a mão de obra em Marechal Rondon e atender tanto trabalhadores quanto a classe empresarial”. Foto: Arquivo/OP

 

PROPOSTA

A proposta, conforme Marcucci, é desenvolver a formação de programadores e criar um curso que atenda às necessidades do mercado. “As instituições entram com o professor, as empresas entram com os profissionais experientes e com as oportunidades de estágio e até de contratação e a prefeitura com os recursos para subsidiar a formação do trabalhador. Essa formação, como as demais já realizadas dentro do programa Marechal Capacita, é a forma de contribuição do município na formação de profissionais capacitados e que atendam à necessidade das empresas em mão de obra qualificada, sendo que o município já ofertou em torno de mil vagas”, evidencia.

 

O Presente com assessoria

TOPO