Pref. MCR – OktoberFest MCR 2019
Marechal Despacho do juiz

Decretada prisão preventiva do vereador Adelar Neumann

Foto: Arquivo/OP

 

A prisão preventiva do vereador Adelar Neumann (DEM) foi decretada na tarde desta quarta-feira (06), em despacho assinado pelo juiz criminal da Comarca de Marechal Cândido Rondon, Clairton Mario Spinassi.

O edil foi preso em flagrante por volta do meio-dia de segunda-feira (04) no momento em que supostamente recebia R$ 2 mil de um servidor municipal indicado por ele a um cargo comissionado no Poder Executivo, cujo valor corresponde a 50% do ordenado do funcionário.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

O mandado foi emitido para que o mesmo seja cumprido pela autoridade competente. Com o decreto, Neumann continuará preso na Delegacia da Polícia Civil.

 

DESDOBRAMENTOS

Na manhã desta quarta-feira foram protocolados dois pedidos de cassação do mandato do vereador acusado de extorsão, concussão e tráfico de influência, tendo como autores o advogado Antonio Marcos de Aguiar e o também vereador Vanderlei Sauer.

Nesta tarde, o presidente da Câmara Municipal, Claudio Köhler, emitiu nota oficial sobre a prisão do vereador. Nela consta que o Poder Legislativo vai instaurar Comissão de Ética para analisar as denúncias contra Neumann.

 

SEGURO-DESEMPREGO

Em 2017, a ONG Vigilantes da Gestão denunciou o vereador Neumann por suposto esquema de compra de votos visando à eleição municipal de 2016.

O parlamentar foi gerente da Agência do Trabalhador, na gestão do ex-prefeito, e teria utilizado o cargo para liberar parcelas do seguro-desemprego para pessoas que recusavam vagas de trabalho, o que é considerado proibido por lei.

 

O Presente

TOPO