Copagril – Compras no Site
Marechal

Dia do Cooperativismo terá arrecadação em massa no sábado

Dos cerca de 50 mil habitantes do município de Marechal Cândido Rondon, estima-se que 50% sejam associados a alguma cooperativa. A vice-presidente de Cooperativismo na Associação Comercial e Empresarial (Acimacar), Sandra Wagner Serra, comenta que conheceu muitos municípios paranaenses nos 13 anos em que participou do Conselho do Jovem Empreendedor (Cojem). “A visão das pessoas de muitas cidades do Paraná é de que nós estamos no berço do cooperativismo. Eu percebi um sentimento de grande admiração por nós, tanto que em muitos lugares as pessoas diziam que gostariam de ser como nós, cooperativos”, menciona.

Sandra salienta ser reconhecido há muitos anos que as maiores empresas do município são cooperativas, cada uma delas trabalhando no seu ramo de atividade, seja ele rural, crédito, de saúde, entre outros. “Acreditamos que aproximadamente 50% da população rondonense está vinculada a alguma cooperativa. Ficamos muito felizes em saber disso, mesmo porque o principal objetivo do cooperativismo é estar junto da comunidade, quem sabe este seja o motivo das cooperativas serem tão desenvolvidas na nossa cidade. Nós queremos que as pessoas percebam a força do cooperativismo e o desenvolvimento que ele tem oportunizado”, enaltece.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

Conforme a vice-presidente, as cooperativas que se tornaram grandes empresas fomentam milhares de empregos e tributos para o município. “As cooperativas também realizam o investimento na própria comunidade. Não adianta ter grandes empresas que levam o dinheiro daqui, mas, sim, empresas que deixam o dinheiro para estimular o crescimento do município. As cooperativas têm patrocinado as comunidades locais, portanto eu considero este como um grande diferencial. As empresas cooperativistas têm essa visão de apoiar, fomentar o crescimento de onde elas estão. Existe um estudo apontando que nas cidades onde existem cooperativas o Índice de Desenvolvimento Econômico é maior. Prova de que as cooperativas ajudam na evolução da cidade em vários aspectos, além do desenvolvimento das pessoas”, reforça.

 

Dia C

Com a missão de conectar pessoas que se dedicam ao próximo, cooperativas de todo o Brasil se unem no sábado – 1º de julho – para comemorar o Dia de Cooperar, também conhecido como Dia C. A iniciativa da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) visa promover em conjunto ações voluntárias na busca de um mundo mais justo e igual, formando uma grande corrente do bem. Esta data coloca em prática a essência do cooperativismo, uma oportunidade de multiplicar boas ações e transformar de alguma maneira a vida das pessoas e das localidades onde as cooperativas estão inseridas.

Com o lema “Atitudes simples movem o mundo”, o Dia C 2017 também incentiva as cooperativas a desenvolverem projetos socioambientais que contribuam com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) ao longo do ano e ainda mostram a força do cooperativismo.

Em Marechal Rondon, o Dia C terá ações desenvolvidas através da intercooperação firmada entre Cercar, Cooperlindeiros, Copagril, Sicoob, Sicredi, Unimed e Uniprime, cooperativas que fazem parte do Núcleo de Cooperativismo da Acimacar.

Até sexta-feira (30) estas cooperativas estão arrecadando em seus pontos de atendimento produtos de limpeza, alimentos não perecíveis, roupas e calçados, cujas doações serão repassadas a entidades rondonenses. O ponto alto do Dia C será no sábado, ocasião em que haverá recolhimento de doações na Praça Willy Barth das 10 às 15 horas, com atividades recreativas para as crianças e outras atrações para as famílias.

 

Setor faturou R$ 70 bilhões no último ano no Paraná

Os números do agronegócio impressionam em todo o país, a considerar que são importantes à balança comercial brasileira. E no destaque estão as cooperativas paranaenses, que foram responsáveis por exportações da ordem de US$ 2,344 bilhões no último ano. Com um faturamento de R$ 70 bilhões, o total é de 1.415.666 associados a 221 cooperativas e unidades.

O setor que alavanca a economia nacional e estadual se torna ainda mais imprescindível neste período de crise. Só no Paraná foram gerados 2,8 milhões de postos de trabalho devido às cooperativas, independente do ramo de atuação. A representatividade é ainda maior à medida que as cooperativas movimentam 56% do Produto Interno Bruto (PIB) agropecuário do Paraná.

Conforme dados da Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Ocepar), as cooperativas empregaram em 2016 84.092 trabalhadores. O que chama atenção é o quantitativo de impostos, alcançando R$ 1.886 bilhão. Já os investimentos somaram R$ 2.16 bilhões. As cooperativas paranaenses realizaram 6.883 eventos ao longo do último ano envolvendo 186.876 pessoas nos treinamentos e participações nas atividades.

TOPO