Pref. MCR Ecoturismo_
Marechal

Eclipse solar anular é visto em Marechal Cândido Rondon

 

Reprodução/Facebook/Tioni Oliv
Em Marechal Cândido Rondon, o fenônemo pôde ser observado por volta das 11h30

Não teve quem não olhou para o céu de Marechal Cândido Rondon na manhã deste domingo (26). E o responsável foi ele, o sol, o espetacular eclipse solar anular, que acontece quando um ‘anel de fogo’ fica entorno do sol.

Na imagem acima parece até que um pedaço do sol foi arrancado. Em Marechal Cândido Rondon, o fenômeno pôde ser observado por volta das 11h30.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Um eclipse solar anular ocorre quando a Terra, a Lua e o Sol se alinham. Mas mesmo quando estão alinhados perfeitamente nesta posição, a Lua está muito longe da Terra para bloquear completamente a visão do Sol, e por isso perto do disco negro do satélite é possível ver um anel de luz do astro.

A Lua levou duas horas para cruzar o sol, mas o eclipse anular durou apenas um minuto.

Eclipses solares anulares são raros, segundo o professor da astronomia Dietmar William Foryta, da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Ele diz que, em média, ocorrem 20 deles a cada 100 anos. Eles serviram, na Antiguidade, para a medição da distância entre a Terra e a Lua.

Ainda neste ano, no dia 21 de agosto, os brasileiros terão outra oportunidade de ver um novo eclipse. Desta vez, porém, haverá um eclipse total do sol, próximo do horário do pôr do sol. Mas esse privilégio só terão os moradores do Nordeste.

Pelas redes sociais, internautas compartilharam imagens do fenômeno capturadas:

Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

TOPO