Copagril
Marechal Cargo novo

Edson Dechechi vai assumir como diretor de Negócios do Sicoob Marechal

Edson Luiz Dechechi: “Fico muito feliz por voltar a Marechal Rondon. Sempre que posso eu destaco que a cultura rondonense é diferente de toda a região, voltada para o trabalho e os negócios. É um município muito pujante e me atrai o fato de as pessoas trabalharem com vontade” (Foto: Joni Lang/OP)

Após homologação na Assembleia Geral Extraordinária (AGE) agendada para segunda-feira (23), Edson Luiz Dechechi passará a desempenhar a função de diretor de Negócios do Sicoob Marechal, com sede em Marechal Cândido Rondon.

Contratado para alavancar o crescimento da cooperativa de crédito, Dechechi destaca a missão de implementar a melhora dos negócios na área comercial. “O trabalho incumbido ao diretor de Negócios é mostrar que o Sicoob Marechal é uma cooperativa de crédito; este é o primeiro ponto. Dentro dessa primeira área, vamos pontuar com os gerentes das agências e de negócios para voltar a fazer com que a cooperativa seja de crédito pessoal, simples, de financiamento de veículos e no microcrédito, sempre pensando em atender todo o nicho da sociedade. No caso de uma empresa, vamos atender a empresa, o empresário e os colaboradores”, enaltece ao O Presente.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Dechechi diz que muitas pessoas ainda perguntam se o Sicoob empresta dinheiro. “Portanto, este é um trabalho a ser feito, tanto que estamos formatando junto à central um programa de marketing para trazer para dentro das singulares, que, por sua vez, vão mostrar ao público de Marechal Rondon e microrregião que a cooperativa é de crédito e que podemos atender os rondonenses e moradores da microrregião. Queremos estar voltados para o crédito”, revela.

No que tange às operações de crédito por nível de risco e provisionamento, ele lembra que o Banco Central emitiu uma circular na qual as classifica de A a H, de acordo com a renda e o endividamento da pessoa. “Nesse sentido, se o cidadão está em dia conosco, mas atrasou o cartão de crédito no Banco do Brasil, por exemplo, o nome desta pessoa fica provisionado em todo o sistema financeiro, porque agrava todo o risco”, explica, acrescentando: “O provisionamento é algo saudável, pois uma hora o tomador do crédito terá de quitar a dívida com os outros bancos. Vamos apresentar esta nova política do Banco Central aos cooperados”.

 

INADIMPLÊNCIA

Em relação às dificuldades para as instituições emprestarem dinheiro, Dechechi comenta que a principal é a inadimplência, por tornar o juro do empréstimo mais caro. “Excesso de rigor e falta de linha de crédito não são empecilhos, pois temos linhas de praticamente todos os modelos, como bicicletas, energia fotovoltaica com taxas atrativas, pessoal e financiamento de veículo. Eu não vejo isso como um empecilho para tomar crédito”, avalia.

Já a classificação de risco, na opinião dele, é um empecilho não apenas no Sicoob, mas em outras instituições. “A pessoa é risco D, então se eu emprestar R$ 10 mil, 10% do valor já é retido, o que não é saudável à cooperativa, de modo que a gente deve se cercar de uma garantia real para efetuar o empréstimo. A partir do nível E já é impossível emprestar, pois retém 20% do resultado, aí demora para lá na frente retomar aos poucos a responsabilidade do produto que a gente entregou. Se a pessoa que tomou o crédito está com tudo em dia aí não há problema, mas a inadimplência tem gerado dificuldades”, pontua.

 

EQUIPE

Dechechi já atuou no Sicoob, tendo assumido como gerente da agência na Rua Dom João VI no ano de 2007, além de ter pertencido por anos ao quadro de colaboradores da cooperativa de crédito. “Saí e retornei para expandir a agência em Nova Santa Rosa e mais tarde a agência da Avenida Maripá, em frente à Copagril, e depois me desliguei. Recentemente, em conversa com o Luciano Cremonese, presidente do Conselho de Administração, e após convite da diretoria houve o acerto no sentido de retornar à cooperativa e desenvolver este trabalho”, salienta, emendando: “Fico muito feliz por voltar a Marechal Rondon. Sempre que posso eu destaco que a cultura rondonense é diferente de toda a região, voltada para o trabalho e os negócios. É um município muito pujante e me atrai o fato de as pessoas trabalharem com vontade”.

Conforme o futuro diretor de Negócios, o Sicoob Marechal contará com novas pessoas na equipe. “Haverá uma gurizada nova na agência, pessoas com espírito empreendedor e com muita vontade de trabalhar, as quais são de outras instituições e vêm para fazer parte do Sicoob Marechal. Inclusive, já foram contratados dois colaboradores de peso que chegarão à agência centro e, conforme a demanda, vamos trazer mais profissionais”, frisa.

 

O Presente

TOPO