Copagril
Marechal

Estado de saúde de radialista rondonense ainda é grave, diz médica

 

Divulgação
Miguel encontra-se na UTI do Hospital Bom Jesus, em Toledo, após ter sido submetido a uma intervenção cirúrgica de coluna

 

Após 10 dias do acidente envolvendo o rondonense Miguel Fernandes Reichert, a situação do radialista segue estável, mas inspirando muitos cuidados em virtude das graves lesões sofridas após uma queda de moto no trevo de Cambé, no norte do estado, no último dia 19 de fevereiro. Miguel encontra-se na UTI do Hospital Bom Jesus, em Toledo, após ter sido submetido a uma intervenção cirúrgica de coluna.

A médica neurocirurgiã Kelly Cristina Bordignon Gomes pediu paciência e explica como vem funcionando a recuperação do rondonense.  Miguel é um paciente que chamamos de poli traumatizado, porque ele foi vítima de um acidente que cursou com trauma pulmonar, chamada contusão pulmonar, uma fratura de coluna dorsal muito grave, chamada fratura em explosão, com descolamento de osso e compressão da medula, também com fratura de costela e trauma e fratura de punho. São todas essas lesões que causaram a gravidade do caso dele, explica a doutora.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Conforme Kelly, não havia outra alternativa, no momento, a não ser submeter o rondonense a cirurgia para estabilizar a coluna a fim que de ele conseguisse se sentar e que pudesse fazer o tratamento das demais contusões e machucados no pulmão. Após a cirurgia, tivemos a possibilidade de tratar o machucado no pulmão e drenar todo o sangue que ali existia, então hoje ele está passando por várias alterações em decorrência desse trauma pulmonar que foi bem acentuado e que nós estamos tentando corrigir da melhor forma possível. A expectativa é que evolua rápido, mas sabemos que esses quadros são lentos e graduais em termos de recuperação, revela.

 

O acidente

Miguel retornava para casa no final da tarde do dia 19 deste mês, na rodovia PR-445, no trevo de acesso à cidade de Cambé, quando acabou sendo fechado por um carro que manobrava para acessar o referido trevo. O rondonense que pilotava uma motocicleta tentou evitar a colisão, porém, acabou perdendo o equilíbrio e sofrendo violenta queda. Devido ao forte impacto, Miguel sofreu lesões de punho, coluna e pulmão.

O rondonense foi socorrido e encaminhado para a Santa Casa de Cambé, onde recebeu atendimento médico. Em seguida, foi transferido para Marechal Cândido Rondon, no entanto, devido ao seu quadro de saúde ser delicado e se fazer necessário a realização de cirurgia, Miguel foi transferido para Toledo.

TOPO