Marechal

Expo Rondon atrai público de 100 mil pessoas

Apesar de ainda não ter sido encerrada oficialmente, a Expo Rondon 2017 já começa a mostrar os primeiros resultados. De acordo com o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acimacar), Gerson Jair Froehner, o resultado de público presente no primeiro dia do evento (sexta-feira, 20) foi excepcional, entretanto, melhores resultados só poderão ser divulgados após o fechamento da feira, já que ele considera que a mudança de programação – que normalmente iniciava na quinta-feira e que neste ano começou na sexta, se estendendo para segunda e terça-feira – será um balizador para as empresas participantes da 37ª Feira da Indústria, Comércio, Prestação de Serviços e Máquinas Agrícolas (Expomar) em termos de público e negócios. “Pelo que já observamos e conversamos com alguns expositores, existem aqueles que acreditam na festa, mas outros estão achando que o movimento está baixo, especialmente pessoas que trabalham com algum tipo de produto considerado supérfluo, o que mostra que o público está segurando um pouco mais os gastos”, revela.

Nos demais setores, no entanto, os empresários estão bastante motivados. “Da área do agronegócio, me relataram que dos últimos cinco anos esta foi a edição com o melhor movimento que eles já tiveram e isso nos deixou bastante felizes”, pontua Froehner.

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

No setor de veículos, o presidente da Acimacar menciona que os empresários citaram que a visitação está boa aos estandes, com diversos agendamentos de test-drive, entretanto, os crimes na região têm amedrontado algumas pessoas a comprarem automóveis. “As pessoas têm deixado de investir em um veículo de maior valor por conta da onda de crimes. Talvez os negócios na festa poderiam ser melhores se não fosse esse o cenário da segurança na região”, cita.

 

Movimentações financeiras

O fechamento com os valores que foram movimentados durante a Expomar devem ser divulgados apenas na próxima semana, no entanto, Froehner adianta que um problema enfrentado durante o evento pode dar uma pequena dimensão de como os negócios estão sendo fechados. “Nós não permitimos que fosse instalado wi-fi porque atrapalharia a comunicação da internet que nós contratamos para os expositores e três expositores precisaram puxar cabo porque não estavam conseguindo emitir nota fiscal, e essa era uma preocupação deles. Isso aponta muito para o lado positivo porque negócios estavam sendo fechados e negócios grandes”, frisa.

Froehner considera que o evento foi um sucesso levando em conta os resultados da maior parte dos empresários presentes na feira e o fato de o clima ter colaborado para o evento ser agradável em todos os dias.

As novidades implantadas neste ano, como a mudança de local da Praça de Alimentação e do Comércio Popular, devem continuar no ano que vem frente à boa aceitação dos visitantes. “O Comércio Popular talvez pode ser estudado porque antes as pessoas passavam pela rua e as barracas estavam ali e neste ano trouxemos para dentro especialmente pela questão da segurança, então precisamos fazer com que o público vá até lá. É um desafio para o próximo ano”, ressalta, afirmando que a mudança da Praça de Alimentação, no entanto, foi aclamada pelos visitantes. “Nos motiva que diversos expositores já disseram que querem vir no ano que vem e fazer mais, outros que querem mais espaço e isso tudo mostra como é bem quista a nossa feira”, completa.

 

Ponto alto

Com 46 bois assados, totalizando 11,7 mil quilos de carne, o domingo (22) foi o ponto alto da gastronomia na Expo Rondon 2017. Trinta e oito equipes participaram da 38ª edição do Concurso Nacional do Boi no Rolete, que recebeu entre 30 e 35 mil visitantes no Parque de Exposições Alvaro Dias tanto para degustar o prato típico do município, quanto para aproveitar a programação da festa. “Estamos muito felizes com o resultado, porque é uma festa consolidada que teve mais uma edição de sucesso. Em todas as programações, como o encerramento do rodeio, tivemos casa cheia. Estamos muito alegres com o que pudemos presenciar até aqui”, ressalta o diretor-presidente da Fundação Promotora de Eventos de Marechal Cândido Rondon, Anderson Loffi.

 

Melhores equipes

A 38ª edição do Concurso Nacional do Boi no Rolete teve como campeão no quesito técnica culinária a equipe do Esporte Clube São Remo/Credivel, seguida pela equipe Fachi Peças em 2º lugar, Sicredi Aliança PR/SP em 3º lugar e Associação Esportiva Recreativa Sudcoop em 4º lugar.

No quesito apresentação, que leva em conta a ornamentação dos boxes, o vencedor foi o box Velho Casarão, seguido pela equipe Sicredi Aliança PR/SP em 2º lugar; Copagril/Frimesa em 3º lugar e Rimavva Supermercado em 4º lugar. 

 

Presença

A estimativa da Comissão Central Organizadora (CCO) é de que 100 mil pessoas tenham circulado no Parque de Exposições desde sexta-feira. Somente a Casa Cultural ontem (24), que teve uma programação especial para os clubes de idosos, com tarde alemã e o 1º concurso de valsa para casais, recebeu um público de mil pessoas. “O bonito da nossa festa é que as comunidades se envolvem, as entidades, o Poder Público, os parceiros e patrocinadores, o povo rondonense faz com que a Expo Rondon seja um sucesso”, avalia Loffi.

A estimativa dele para o show de hoje com o cantor gospel Fernandinho – que acontece logo após o Culto Ecumênico de Ação de Graças ao aniversário de 57 anos de Marechal Cândido Rondon na Arena de Rodeio e Shows – é de oito mil pessoas. Para quem não fez a troca de um quilo de alimento não perecível pelo ingresso do show, a Igreja Assembleia de Deus terá um ponto próximo à arena que receberá os alimentos e também disponibilizará três tipos para aquisição e troca pela entrada. “Temos algumas coisas a pontuar, ideias para trabalhar para o ano que vem, mas aquilo que nós nos propomos a fazer, tendo em vista que este é o primeiro ano que a administração Marcio e Ila realiza o evento, foi cumprido e estamos felizes em ver a participação da população”, declara, emendando: “A partir do encerramento desta festa e da prestação de contas, já vamos começar a trabalhar na Expo Rondon 2018 e pretendemos que seja muito parecida com essa, com novos atrativos para se tornar tão plural quanto essa”.

TOPO