Copagril – Compras no Site
Marechal "Em luto e em luta"

Homenagem às vítimas da Covid-19 foi organizada pelo Comitê de Resistência e Solidariedade rondonense

(Foto: Divulgação)

Na manhã desta sexta-feira (07), Marechal Cândido Rondon amanheceu com uma de suas principais vias públicas, a Avenida Rio Grande do Sul, coberta por cruzes e faixas de luto em uma homenagem às vítimas da Covid-19. Confira a matéria clicando aqui. 

A manifestação foi organizada pelo Comitê de Resistência e Solidariedade de Marechal Rondon e um vídeo sobre a ação foi divulgado em suas redes sociais. O grupo é constituído por sindicatos, movimentos sociais e entidades estudantis com o objetivo de fortalecer a solidariedade entre os trabalhadores do campo e da cidade. “O Comitê se organiza através de entidades e cidadãos solidários que desde o início da pandemia estão focados na intenção de amenizar a situação de trabalhador para trabalhador”, menciona Elisa Koefender, membro do grupo.

Casa do Eletricista – GENCO

Segundo ela, a homenagem foi pensada levando em conta critérios de segurança. “Nossa manifestação foi pacífica, sem aglomeração. Um memorial às vítimas desta doença. Buscamos não colocar nada onde houvesse a circulação de pedestres ou trânsito. Todas as cruzes estavam amarradas para que não caíssem na estrada”, afirma ela.

Logo nas primeiras horas da manhã, os materiais foram recolhidos por não ter autorização da administração municipal e poder gerar riscos à segurança, segundo declaração do secretário municipal de Mobilidade Urbana, Welyngton Alves da Rosa, ao O Presente.

Elisa, por sua vez, não vê a ação do comitê com os mesmos olhos. “Não solicitamos autorização, porque vivemos em uma democracia e, como tal, é livre a manifestação. A ação foi feita com todo o cuidado para não atrapalhar o trânsito e nem danificar o patrimônio público”, destaca.

 

O Presente

 

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO