Ford Ka 2020
Marechal Após acidente

Hospital Rondon emite nota sobre o falecimento do pediatra Cezar Moreira

(Foto: Divulgação)

O Hospital Marechal Cândido Rondon emitiu nota, no início da tarde desta segunda-feira (18), sobre o falecimento de Cezar Renato Saldanha Moreira, médico credenciado à operadora de Planos de Saúde Sempre Vida.

 

Nota

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

É com pesar que comunicamos o falecimento do médico pediatra Cezar Renato Saldanha Moreira, 63 anos de idade.
Ele atuava como médico em Marechal Cândido Rondon desde o início da década de 80.
Desde sua formação atuou no Hospital Rondon e era médico credenciado à operadora de Planos de Saúde Sempre Vida. Também atuava como pediatra na rede pública. Era um importante parceiro que contribuiu para a manutenção da assistência pediátrica na cidade Marechal Cândido Rondon e também das cidades circunvizinhas.

Aos amigos, colegas de profissão e especialmente aos familiares, nossos sentimentos.

 

O acidente

Cezar Moreira faleceu por volta das 07h30 desta segunda-feira, após se envolver em um acidente registrado na rodovia PR-495, próximo à entrada do município de Pato Bragado. Ele dirigia um automóvel Citroen, com placas de Marechal Cândido Rondon, quando em uma curva fechada no trecho entre o trevo de Iguiporã e Pato Bragado o carro saiu para o acostamento e bateu contra uma árvore. Apesar do acionamento do air-bag, o rondonense teve morte instantânea e o corpo ficou preso nas ferragens.

O médico, que tinha 63 anos, prestava serviços para as secretarias de Saúde de Marechal Cândido Rondon e Pato Bragado e também para o Hospital Rondon.

Um popular que presenciou o acidente diz que o carro conduzido por Cezar ficou desgovernado, começou a andar em zigue-zague e na curva passou reto, batendo contra as árvores.

No local do acidente, que já foi palco de outras colisões com vítimas fatais, não há sinais de frenagem, o que reforça a possibilidade de que o médico tenha sofrido um mal súbito.

O corpo do pediatra foi levado ao IML de Cascavel e posteriormente será liberado aos familiares para os atos fúnebres.

 

(Foto: Rádio Difusora)

 

O Presente com Rádio Difusora

TOPO