Pref. CORONADENGUE
Ecoville – Maior rede de limpeza
Marechal

Josiane Rauber quer aprimorar atendimento na assistência social

 

Joni Lang/OP

Secretária de Assistência Social, primeira-dama Josiane Laborde Rauber: Estou com muita vontade de fazer uma política diferente, atendendo sempre a população com a dignidade merecida no que tange a um atendimento qualificado

 

Entre a equipe de secretários municipais empossada no último dia 02 na gestão do prefeito Marcio Rauber e do vice-prefeito Ilario Hofstaetter (Ila) está a primeira-dama de Marechal Cândido Rondon, Josiane Laborde Rauber. Ela ocupa pela primeira vez um cargo na administração pública, respondendo pela Secretaria Municipal de Assistência Social.

Conforme Josiane, a pasta exige bastante dedicação e comprometimento para disponibilizar um atendimento com a qualidade e eficiência que a comunidade rondonense merece. A nossa expectativa enquanto secretária de Assistência Social é atender a demanda dos munícipes. Estou vindo com bastante vontade para oferecer à população de Marechal Rondon aquilo que foi a proposta do prefeito Marcio Rauber e do vice-prefeito Ila. Neste sentido, a população pode esperar muito trabalho em relação à Secretaria de Assistência Social, envolvendo os clubes de mães, clubes de idosos, associações de moradores e atendimentos nos centros de referência, menciona.

Casa do eletricista PRESSURIZADORES

Uma das propostas apontadas pela primeira-dama para os próximos quatro anos é equipar o Centro de Referência em Assistência Social (Cras) com mais recursos humanos visando melhorar ainda mais o atendimento às famílias. No caso do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), entre as metas está disponibilizar mais assistentes sociais, orientadores e psicólogos. Tais centros, conforme informações, são os responsáveis por desenvolver a ponta de atendimento das famílias.

Considerada uma das principais secretarias municipais, justamente pelo atendimento mais direto à comunidade, a Secretaria de Assistência Social tem como foco o bom tratamento à população, que será recebida de forma igualitária. Entre as atividades desenvolvidas pela secretaria estão ações diversas através dos clubes de mães, idosos e associações de moradores. Existe um trabalho que desejamos melhorar reunindo todas essas associações e clubes e partir deles sobre o que eles esperam da Secretaria de Assistência Social, diz Josiane. Já junto do Cras e Creas deve ser fomentado o atendimento para que ele realmente aconteça e que o acompanhamento a essas famílias seja desenvolvido pelos profissionais buscando novos projetos.

Inovação no CAF

O Centro de Atendimento à Família (CAF) é responsável atualmente pelo atendimento de 300 crianças no município, sendo que uma inovação de imediato será o atendimento em meio período das crianças que iniciam a Educação Infantil pré 1 no Centro Municipal de Educação Infantil integral. Estas crianças serão atendidas em contraturno escolar a partir dos quatro anos, o que até então não existia.

Outra proposta da pasta é a reestruturação do CAF, através da disponibilização de inúmeras oficinas às crianças e adolescentes que frequentam o centro. Haverá oficineiros que atuarão como facilitadores. Entre as oficinas estão informática, na qual a criança vai aprender a trabalhar, montar e desmontar computadores; iniciação à robótica, em que a criança vai aprender a manusear e desenvolver pequenos equipamentos; esportes com projetos de futsal, vôlei, basquete e judô; e cultura via arte e dança. Um dos objetivos é desenvolver aptidões através da melhor qualificação das crianças, adolescentes e das famílias que lá estão.

A biblioteca está disponível para que as crianças realizem suas tarefas e aulas de leitura. As oficinas serão implantadas a partir de fevereiro, quando as crianças retornam, porque hoje há uma colônia de férias. O CAF também contará com um psicólogo e assistente social exclusivamente para realizar um atendimento que objetiva estimular o fortalecimento dos vínculos familiares.

Integração

O CAD Único é o cadastro de todas as famílias do município, sendo que através dele algumas estão inclusas no programa Bolsa Família. Nós sabemos da demanda por casas (populares), projetos sociais e enquanto Secretaria de Assistência Social temos a obrigação, junto com a Secretaria de Coordenação e Planejamento, de buscar novos projetos para contemplar essas famílias que ainda não receberam o benefício da casa, enaltece Josiane.

Estou com muita vontade de fazer uma política diferente, atendendo sempre a população com a dignidade merecida no que tange a um atendimento qualificado. Desejamos integrar clubes de mães, idosos e associações de moradores, atendimento na Casa Lar. A Secretaria de Assistência Social está há disposição para participar de todos esses atendimentos e estar realmente presente nestes locais, finaliza a primeira-dama.

TOPO