Copagril
Marechal

Mais Médicos representa economia de R$ 50 mil a Marechal Rondon

 

Divulgação

Médica Lis Vera Calderon foi recepcionada pela coordenadora da Atenção Básica, Andreia Guissardi, pelo prefeito Marcio Rauber e pela secretária de Saúde, Marciane Specht

 

Com a vinda de três novos profissionais para Marechal Cândido Rondon por meio do programa Mais Médicos, do governo federal, além da qualidade na assistência prestada à população por meio do programa de Estratégia de Saúde da Família aplicado nas Unidades Básicas de Saúde do município, o Poder Público deixará de desembolsar mais de R$ 50 mil mensalmente do orçamento em saúde.

De acordo com a secretária de Saúde, Marciane Specht, na comparação entre o valor pago pelo município para um médico T8 e a contrapartida regulamentada para os médicos do programa, a diferença é de

Casa do Eletricista PISCINAS

R$ 16.685,15 por profissional. O último concurso realizado pelo município estabelece o valor de R$ 18.485,15 para o médico T8 e o auxílio-moradia e alimentação que o município paga aos médicos do programa é de R$ 1,8 mil, ou seja, quando formos contemplados pelos três médicos, teremos um custo mensal de R$ 5,4 mil, enquanto que se nós tivéssemos convocados os três profissionais T8, o custo seria de R$ 55.455,45, uma economia mensal de R$ 50.055, menciona.

Ontem (06), a primeira profissional que participou do último edital aberto para o Paraná foi recepcionada pela equipe da Secretaria de Saúde – que está auxiliando a médica em sua instalação definitiva no município – e pelo prefeito Marcio Rauber. Hoje (07), a médica Lis Vera Calderon inicia as atividades na Unidade Básica de Saúde do Bairro Alvorada, cumprindo carga horária de 32 horas presenciais. Além das consultas, a profissional fará a solicitação de exames, visitas domiciliares a pacientes acamados e reuniões com a equipe, ressalta Marciane.

Lis Vera faz parte do programa Mais Médicos Brasileiros. É peruana naturalizada brasileira e disse que veio de Rio Branco, no Acre, para o município por conta dos bons índices de qualidade e expectativa de vida e crescimento educativo voltado para as filhas. É uma cidade muito bonita. Até agora, os valores morais que vi estão muito bons. É uma cidade tranquila, sossegada, gostei muito do que conheci até agora, uma cidade muito linda, totalmente diferente de onde eu morava, destaca a médica. Acredito que eu vou me familiarizar muito bem, me entrosar muito bem nesse clima. Eu gosto muito de trabalhar com a população e de ficar próximo das famílias, completa Lis Vera.

 

Mais profissionais

Apesar de o último edital ter previsto três médicos para Marechal Rondon, dois deles não se apresentaram no município no prazo estipulado, por isso, a vaga retornou ao Ministério da Saúde e um novo processo será realizado. A expectativa de Marciane é de que em cerca de 30 dias os outros dois profissionais cheguem ao município, após o lançamento de um novo edital pelo governo federal.

Atualmente, são seis profissionais que atuam por meio do Mais Médicos nas Unidades Básicas de Saúde do município, três deles cubanos. Com o retorno de um médico cubano que estava de férias e prorrogou sua estadia por mais três anos no município e agora da Dra. Lis Vera, faltam apenas dois médicos para cobrirmos todas as Estratégias de Saúde da Família, o que garante um vínculo do profissional com a população, que tem o atendimento continuado no seu bairro, o vínculo da família com a UBS. É um ganho muito grande para a família e para a equipe, enaltece.

Nestas duas unidades, o atendimento é feito por profissionais contratados por meio de processo licitatório e o atendimento aos munícipes é realizado por meio de consultas, no qual as agendas são pré-organizadas pela equipe de enfermagem. Nos dias de estudo dos profissionais do Mais Médicos, que é de oito horas semanais, esses profissionais também realizam as consultas nas demais unidades, para que a população não careça de atendimento em nenhum período e nem sobrecarregue a Unidade de Saúde 24 Horas, enfatiza a secretária.

TOPO