Copagril – Compras no Site
Marechal

Marechal Cândido Rondon trava batalha contra o mosquito da Dengue

Divulgação

Apesar de o mais recente Levantamento Rápido de Infestação por Aedes Aegypti no município ter o apontado o índice de 0,60%, ou seja, abaixo do que preconiza o Ministério da Saúde (1%), a Secretaria de Saúde de Marechal Cândido Rondon continua travando uma dura batalha contra o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika virus.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

O LIRA foi realizado entre os dias 17 e 21 de outubro e o resultado é positivo, no entanto, segundo a coordenadora da equipe dos agentes de endemias, Vera Meyer, nos últimos dias foi verificado aumento no número de focos do mosquito.

Ocorre que, com o período de calor intenso e de chuvas mais frequentes, é comum haver o aumento nos focos do Aedes Aegypti, principalmente pelo acumulo de água em recipientes deixados nos quintais das residências.

Nesse novo ciclo de um ano, iniciado no último mês de agosto, o município de Marechal Cândido Rondon registrou apenas um caso de dengue autóctone, porém foram feitas 18 notificações com 10 exames negativos e 08 que aguardam resultado.

A coordenadora menciona que desde o dia 1º de janeiro até então foram realizadas 950 visitas domiciliares, nas quais, além da verificação sobre possíveis focos, os agentes também orientaram os moradores sobre os meios de prevenção.

Vera Meyer menciona que a população deve estar sempre em alerta máxima não só contra a dengue, mas também em relação a chikungunya, cujo Ministério da Saúde prevê riscos de epidemia em vários municípios brasileiros em 2017.

Ao solicitar que todos devem colaborar, eliminando locais de água parada, ela acrescenta que os agentes de endemias estão procurando fazer sua parte para evitar o registro de uma nova epidemia no município.

A responsável pela equipe dos agentes de endemias lembra que no ciclo passado foram registrados 120 casos confirmados de dengue, o que demonstra que ainda falta muito em termos de conscientização.

TOPO